Técnicas de hipnose

4 minutos A hipnoterapia, que pode ser realizada por diversas áreas profissionais, como a medicina e a odontologia, eventualmente é confundida com a hipnose de rua. Para as pessoas só conhecem a técnica por terem visto uma apresentação na TV ou em filmes, esse tipo de confusão pode se tornar um problema. Isso acontece porque, muitas vezes, as pessoas acabam acreditando que se procurarem um hipnoterapeuta serão submetidas a condições como a de comer uma cebola achando que é maçã ou imitar uma galinha, Continue lendo

5 minutos Se você se interessa por hipnose, provavelmente já notou que a técnica usada pode ser diferente entre um profissional e outro. Isso acontece porque há várias formas de auxiliar as pessoas e, muitas vezes, o profissional foca em mais de um tipo de hipnoterapia. Para entender mais sobre esses conceitos, hoje vamos falar sobre as diferenças entre Hipnose Clássica x Ericksoniana. Atualmente, ambas são usadas no mundo todo, mas são baseadas em processos diferentes. Além disso, os seus criadores também são distintos. Continue lendo

5 minutos Rotineiramente, o terapeuta precisa lidar com pacientes que apresentam quadros de ansiedade ou vícios. Nesses dois casos e em diversos outros, é possível realizar o tratamento por meio do meta-padrão.  No geral, essa forma de trabalhar a dificuldade do cliente é baseada no Estado-Problema e no Estado de Recurso. Conheça mais sobre eles e veja como usar o meta-padrão pode ser incorporado à hipnose conversacional!  O meta-padrão e sua origem O meta-padrão foi criado por John Overdurf, que é considerado uma das Continue lendo

4 minutos 5 / 5 ( 2 votes ) Como facilitar para que o cliente enfatize a sua própria vivência e encontre dentro de si a resposta que precisa? Foi com o objetivo de responder essa pergunta e encontrar esse resultado, que a Clean Language foi criada.  Em uma tradução literal, Clean Language quer dizer “linguagem simples”. Em síntese, o modelo de linguagem propõe o uso de perguntas básicas que façam com que o cliente entre em contato com a própria experiência subjetiva. Assim, Continue lendo

4 minutos Na hipnose tradicional, o uso da fala é constante para que a pessoa altere o estado de consciência. Já a hipnose não-verbal usa outras formas de se comunicar, além da palavra. Gestos, toques e comportamento estão dentre as maneiras de interação. Com isso, pretende-se chegar ao emocional das pessoas, mesmo quando essas não estiverem dispostas a colaborar. Assim, na hipnose tradicional o indivíduo ouve o que o hipnoterapeuta diz, pensa e altera as ações. Enquanto na não-verbal os sentidos são hiper estimulados.  Continue lendo