Problemas de relacionamento: a hipnose pode ajudar?

Tempo de leitura: 5 minutos

Rate this post

Os problemas com relacionamentos interpessoais podem prejudicar o andamento de uma vida, seja no trabalho, amizades ou no quesito familiar e amoroso. Isso está ligado a fatores internos, e pode ser melhorado com o auxílio de sessões de hipnose e auto-hipnose.

O que é hipnose

A APA ─ Associação Americana de Psicologia ─ define a hipnose como um estado focado na consciência mental. Com a ajuda das indicações de um profissional ela pode mudar o pensamento de um indivíduo em seu subconsciente.

A técnica consiste em um estudo do caso de um paciente, para o entendimento e escolha do melhor método. Muitas vezes ela deve ser realizada em conjunto com outros profissionais, como psicólogos.

Após essa análise, o profissional emprega os comandos e outras estratégias para que o indivíduo encontre um sentido para o seu problema. A saída muitas vezes está próxima, mas não é visualizada.

Hipnose como forma de de desbloqueio

Algumas vezes o problema está bloqueado pela própria mente, como uma forma de proteção, mas acaba por ser exposto durante o período de tratamento. Esse processo também pode ser realizado pela própria pessoa, em um processo de auto-hipnose.

As sessões de hipnose não fazem com que a memória seja apagada e, portanto, não faz com que os relacionamentos amorosos sejam esquecidos, mas induz a psique a reagir da maneira mais apropriada. Isso reduz o sofrimento e melhora o desempenho pessoal perante os obstáculos que virão posteriormente.

A eficiência da hipnose

Décadas de pesquisas apontam que a hipnose é uma técnica muito útil, rápida e funcional. Ela pode tratar mais efetivamente que a própria terapia convencional ─ mas em conjunto os dois métodos atingem uma excelência indiscutível.

Já foi comprovado por pesquisadores de Harvard e Oxford que esse tipo de tratamento não é de efeito “placebo”, mas o resultado depende da estrutura cerebral de cada indivíduo, que pode levar muito ou pouco tempo para assimilar as novas informações.

Essas mesmas estruturas são responsáveis pela criação da ansiedade e outros sentimentos ligados aos relacionamentos interpessoais. Algumas vezes um ambiente de trabalho desconfortável, por exemplo, pode acarretar sérios transtornos.

Na maioria dos casos, a falta de comunicação e aceitação é o que afasta as pessoas. Para todo tipo de relação é necessária uma empatia, mas esse não é um elemento presente na vida de todas as pessoas.

Problemas de relacionamento amoroso

O fim de um relacionamento pode ser traumático. Afinal, quando a separação ocorre após um longo período de dedicação, pode surgir uma sensação muito angustiante, que mescla diversos e adversos sentimentos.

Após essa etapa é necessário construir uma nova vida, descobrir novos desafios e sonhos, sem a presença do outro, a qual já se havia acostumado. Quando o término é por um fator terceiro, que não seja a vontade de ambos, como a traição ou a morte, por exemplo, a dor se intensifica.

Quando um dos dois repele o outro

Já outras pessoas não conseguem estar ao lado de alguém por muito tempo, sem causar alguma situação em que culmine com o fim do relacionamento. Algum bloqueio repele essa interação ─ e pode ser tratado com a hipnoterapia.

Nestes casos, a dificuldade será analisada e tratada com as técnicas adequadas, onde o subconsciente conhecerá uma nova maneira de olhar para o mundo e mostrar para a psique que tudo o que é necessário para melhorar está ali.

Problemas de relacionamento no ambiente de trabalho

Os infortúnios que afastam e criam dificuldade na relação de pessoas em ambientes de trabalho podem acabar com uma carreira. Isso cria desafetos e afasta todos os que rodeiam esses indivíduos.

Outro problema frequente é a falta de interação, que não permite que uma pessoa se comunique com as demais ao seu redor. Isso pode acontecer devido a uma autoestima afetada ou em baixa confiança em relação às suas atividades dentro deste local.

Essa inibição é muito comum nos meios corporativos e pode mudar com o condicionamento da auto-hipnose, após algumas aulas e a aplicação adequada da metodologia.

A busca pela hipnoterapia

Problemas de relacionamento: a hipnose pode ajudar?

Persistir sem ajuda profissional e acompanhamento pode intensificar o problema e desencadear uma doença, como a depressão. Com toda a pressão e acúmulo de tarefas, esse é o problema mais comum dos pacientes que procuram os consultórios.

Esse recondicionamento hipnótico deve ser realizado por um profissional qualificado, que possua experiência em hipnose. Esse pode garantir a eficiência do tratamento e aconselhar as terapias que podem ser aplicadas em conjunto, para obter um melhor resultado.

As pessoas que possuem menos tempo para realizar as sessões podem aprender os métodos de auto-hipnose. Essa pode ser aprendida por meio de cursos online, que apresentam uma metodologia eficaz e reduzem o tempo para o aprendizado.

Saber o que é e como fazer auto-hipnose é o primeiro passo para adotar essa terapia para a vida e condicionar o cérebro para novos pensamentos e atividades. Quando autoinduzida ela caracteriza-se como o uso da linguagem para realizar mudanças na realidade.

Isso ocorre com a programação neurolinguística e pode melhorar as sensações que incomodam, como a preocupação excessiva, baixa autoestima e outras insatisfações pessoais.

Aprenda hipnose do zeroPowered by Rock Convert