Como Parar de Procrastinar Com 7 Dicas Práticas!

Tempo de leitura: 9 minutos

5 (100%) 3 votes

Como parar de procrastinar? Você sabe o que isso significa e os efeitos da procrastinação em nossas vidas?

A palavra procrastinar significa:

  • deixar para amanhã;
  • adiar.

Essa definição, em si, não é tão ruim. O problema é quando deixamos para amanhã o que deveríamos fazer hoje por razões banais, como olhar uma rede social ou assistir Netflix.

Você sente que a procrastinação está atrapalhando sua vida? Você está cansado de deixar tudo para depois e gostaria de ser mais produtivo?

Se sua resposta é sim, continue lendo para saber como parar de procrastinar colocando em práticas algumas das dicas de Psicologia Comportamental que aprenderá nesse artigo!

Aprenda a priorizar as coisas que são realmente importantes

Segundo o especialista em produtividade, Christian Barbosa, as pessoas acabam procrastinando porque não sabem organizar suas prioridades.

Não sabem diferenciar atividades importantes, urgentes e circunstâncias.

Entender a diferença entre essas atividades é o primeiro passo para saber como parar de procrastinar.

Tarefas importantes

São tarefas significativas para a vida da pessoa, e que trazem algum tipo de resultado, seja em curto, médio ou longo prazo.

Por exemplo, imagine que você precisa entregar um TCC daqui um ano. Essa tarefa é importante. Há um prazo para você realizar isso.

Mas, você não precisa, necessariamente, começar hoje.

Tarefas urgentes

Por outro lado, se você precisa entregar o TCC na próxima semana e ainda não começou, o status dessa tarefa se torna urgente. Você tem de fazê-la de uma vez por todas.

As atividades urgentes são tarefas cujo tempo de realização já está quase esgotado.

Tarefas circunstanciais

Estas são atividades desnecessárias, que levam você na contramão, em vez de fazer o que precisa.

Não se trata apenas de televisão ou olhar suas redes sociais. Mas sim de fazer isso quando deveria estar trabalhando em uma atividade importante.

As pessoas que não sabem como parar de procrastinar acabam deixando tarefas importantes se tornarem urgentes porque se ocupam com atividades circunstanciais.

Portanto, abaixo vamos listar algumas dicas para resolver esse problema!

como parar de procrastinar 1
Imagem: Unsplash

Como parar de procrastinar com 7 dicas práticas

1. Faça uma lista de tarefas

A procrastinação, muitas vezes, é um comportamento inconsciente. Ou seja, o sujeito não se dá conta que está procrastinando.

Por isso, para saber como parar de procrastinar, ideal é tomar consciência do comportamento.

Um exemplo clássico de procrastinação inconsciente é quando a pessoa abre o livro para estudar. Mas, antes, resolve colocar uma música.

Então, percebe que uma música não é suficiente e decide procurar a playlist ideal para ajudá-la a se concentrar.

Aproveitando o momento, ela resolve checar suas redes sociais e responder algumas mensagens.

E quando se dá conta, já perdeu horas fazendo coisas irrelevantes.

Carl Jung diz o seguinte:

Até você se tornar consciente, o inconsciente irá dirigir sua vida e você vai chamá-lo de destino.

Então, para se tornar mais consciente das tarefas que precisa realizar, a primeira dica é: faça listas.

Liste as tarefas que você precisa fazer. Escreva todas as tarefas que precisa realizar na semana.

Enquanto você escreve, está criando um caminho neurológico para realização da tarefa. E, além disso, escrever aumenta o nosso comprometimento e clareza na realização dos nossos objetivos.

2. Crie subtarefas  

Além de colocar as tarefas em listas, os especialistas em como parar de procrastinar recomendam dividi-las em subtarefas.

Isso é extremamente importante. Quando concluímos uma tarefa, o sistema de recompensa do cérebro é ativado e nos sentimos mais motivados para realizar a próxima tarefa.

Portanto, seu cérebro prefere muito mais fazer 10 tarefas de 20 minutos do que uma tarefa de 3 horas.

Por exemplo, lavar a louça é uma atividade que muitas pessoas não gostam. Mas, quando terminada, gera uma sensação de alívio.

Se você não gosta de lavar a louça, pode quebrar essa atividade em subtarefas. Lavando primeiro os pratos, depois os copos, todas as tigelas, garfos e assim sucessivamente até terminar tudo.

Essa ação ativa o sistema de recompensa do cérebro mais vezes, reduzindo assim a chance de você procrastinar.

A conclusão das subtarefas alimenta o cérebro com pequenos estímulos, e faz você sentir que está fazendo mais coisas. Que o dia está rendendo mais.

Se, ao final do dia, você fala “Hoje eu trabalhei”. Então, você fez apenas uma coisa. Mas, se você fala:  “Acordei, levantei, escovei os dentes, tomei café, peguei o carro, fui para o trabalho e chegando lá fiz X e Y tarefas, depois almocei, lavei a louça…”, seu cérebro entende que você fez várias coisas.

E isso faz você se sentir mais produtivo!

3. Crie listas com o Wunderlist

O Wunderlist é um aplicativo para celular que possibilita a criação e gerenciamento de listas. Nesse app, você também pode criar subtarefas e definir alarmes para lembrar de realizar as atividades.

Para aproveitar o Wunderlist da melhor maneira, recomendamos que você separe as tarefas que precisa fazer durante a semana por ordem de importância.

Lembre-se, você não precisa fazer tudo em um só dia.

Ser mais produtivo, de acordo com o coach Christian Barbosa, não significa trabalhar mais. Mas, simplesmente, cumprir cada tarefa dentro do prazo estabelecido. Não deixar o importante virar urgente.

4. Use um elástico

Uma maneira simples e prática para vencer a procrastinação é utilizar a técnica do elástico. Tudo que você precisa fazer é colocar um elástico comum ou pulseira no seu braço.

Então, toda vez que se perceber procrastinando, apenas mude a pulseira de braço e volte para a tarefa que deveria estar fazendo.

Por exemplo, digamos que você está se preparando para ir à academia, mas acaba entrando nas redes sociais e se distraindo.

Ao perceber isso, diga “Não, agora é hora de ir à academia”, troca a pulseira de braço e vai para academia.

O mais interessante dessa técnica é que você aprende a usar a procrastinação contra si mesma. Pois, com o decorrer do tempo, pensar em procrastinar acaba funcionando como um gatilho que ativa o cumprimento da tarefa.

5. Aprenda a identificar as causas emocionais da procrastinação

Pode ser que fazer listas e criar subtarefas não seja suficiente. E nem sempre o problema é falta de força de vontade.

Às vezes, é necessário fazer uma análise mais profunda para identificar as causas emocionais da procrastinação.

Sobre isso o hipnoterapeuta Rafael Carvalho, fala o seguinte:

É interessante que a pessoa que procrastina faça uma autoanálise. Por exemplo, atendi uma cliente que quando tocava a notificação do WhatsApp, abandonava a tarefa que estava realizando para olhar o celular.

E ela dizia “Eu preciso olhar porque pode ser algo urgente”. Eu a ajudei a fazer uma autoanálise nesse sentindo, para identificar a verdadeira razão dessa necessidade de olhar o celular.

Por meio dessa análise, descobrimos que ela tinha um problema de autoestima.

Toda vez que alguém mandava mensagem, ela se sentia querida, apoiada e isso fazia sua autoestima aumentar um pouco.

A partir daí tratei a autoestima dela, e isso a ajudou a manter o foco nos trabalhos que realizava. Agora, ela não precisa mais depender do WhatsApp para se sentir amada ou empoderada de algum modo.

Por isso, é muito importante aprender a fazer essa autoanálise. Pergunte-se “Qual o verdadeiro motivo que me faz procrastinar?”.

6. Verifique se não está fazendo mais do que pode

Por outro lado, existem pessoas que procrastinam porque acumulam mais tarefas do que conseguem realizar.

Se a pessoa trabalha 8 horas por dia, mas, nessas 8 horas, tenta realizar mais tarefas do que o tempo lhe permite. Sempre vai acabar deixando atividades para depois. Além de, possivelmente, fazer alguma tarefa mais ou menos.

Isso gera um sentimento de incapacidade, que a faz procrastinar para evitar ter que fazer algo que não ficará bom.

7. Cultive o Estado de Flow

Um dos fatores que fazem as pessoas procrastinarem é não estarem conectadas com as atividades que estão realizando. Elas estão desmotivadas.

A motivação pode ser afetada, entre outros fatores, pela capacidade vs. complexidade da tarefa.

Por exemplo, para lavar a louça, você precisa de pouco conhecimento e esforço.

Se a capacidade que você tem for muito maior do que a capacidade que precisa para lavar a louça, essa atividade se tornará entediante.  

Por outro lado, se você está realizando uma atividade complexa, sem estar devidamente preparado, pode perder a motivação simplesmente por não ter habilidade suficiente para realizar a atividade.  

O Estado de Flow, ou fluxo, acontece quando há um equilíbrio entre a capacidade que uma pessoa tem vs. a complexidade da tarefa que está sendo realizada.

Neste estado emocional positivo, a pessoa consegue ter atenção total no que está fazendo, sem que nada mais importe, mantendo um grau de concentração absoluta.

A experiência de realizar uma atividade em Estado de Flow é imensa. Sentimos que estamos fazendo o que realmente queremos, de maneira espontânea e com pouco esforço.

Nesse estado, não há como adiar as tarefas, porque estamos completamente envolvidos na atividade.

Algumas dicas para cultivar o flow são:

  • Fazer de cada atividade uma tarefa ou um jogo;
  • Estabelecer metas desafiadoras, mas realistas;
  • Não buscar apenas o sucesso;
  • Se deixar levar pelo processo de realização da atividade.

 

Gostou da dicas de como parar de procrastinar? Compartilhe essas dicas com seus amigos nas redes sociais!

 

Fonte: