Controlar a ansiedade está difícil para você? 

Continue lendo esse artigo para saber mais sobre como controlar a ansiedade, mesmo quando estiver em crise! 

Testando seu nível de ansiedade

Antes de tudo, que tal fazer um teste rápido para avaliar seus níveis de ansiedade? 

O teste funciona assim: marque de 0 e 10, sendo 0 nada de ansiedade e 10 a maior ansiedade que você já sentiu, qual o seu nível de ansiedade em relação as seguintes situações:

  1. Esperar uma correspondência;
  2. Participar de uma entrevista de emprego;
  3. Ser chamado para a sala do chefe;
  4. Mensagem visualizada e não respondida;
  5. Falar em público;
  6. Fazer uma avaliação;
  7. Esperar o resultado da avaliação;
  8. Aqui você pode pensar em outras situações que te deixam ansioso e classificá-las.

Sua pontuação foi alta e agora você está ainda mais consciente que precisa colocar em prática formas para controlar a ansiedade? Muito bem.

Ter essa consciência é fundamental para aplicar as técnicas que você vai aprender a seguir.   

Uma coisa é fato: Ninguém passa por essa vida sem sentir ansiedade.

O lado bom da ansiedade

Segundo uma pesquisa de 2017 da OMS (Organização Mundial de Saúde), o Brasil é um dos países mais ansiosos do mundo. Conta com mais de 23,9% de brasileiros com algum transtorno de ansiedade.

A questão maior, como a própria pesquisa deixa claro, não é a ansiedade em si. Mas, os transtornos decorrentes dela. Ou seja, a dificuldade das pessoas em controlar a ansiedade.

Se você estiver ansioso, tudo bem, isso é completamente normal. Afinal, é impossível passar por momentos de expectativa elevada sem sentir ansiedade.

A ansiedade, na medida certa, é boa, saudável e inspira mais bom senso em nós.

Na história da evolução, doses de ansiedade impulsionaram nossos ancestrais a se prepararem para lidar com algum perigo que lhes cercasse. Quando estamos prestes a entrar em uma situação onde a expectativa é elevada. E sentimos que vamos correr perigo de alguma forma, mesmo que seja o perigo de passar vergonha.

Nosso cérebro aciona o “Botão da ansiedade” que, na dose certa, vai nos ajudar a imaginar os cenários possíveis e tomar as providências para evitar que problemas aconteçam.

A maneira mais objetiva de definir a ansiedade é um medo do futuro. O medo, na medida certa, inspira a autoproteção por meio de ações mais prudentes e planejadas.

Se você não tivesse medo, dificilmente pensaria no quanto suas atitudes podem prejudicar você e as pessoas ao seu redor. Portanto, sentir medo é essencial para a sobrevivência do ser humano!

Quando a ansiedade se torna um problema?

A questão da crise de ansiedade é um excesso de medo desencadeado por um gatilho mental que gira em torno do seguinte pensamento:

Sintomas da ansiedade

Esse pensamento vai ganhando força na mente, se somando a outros pensamentos negativos e criando os sintomas psíquicos da crise de ansiedade. Entre os quais estão:

Também aparecem sintomas físicos, como:

Saiba todos os critérios necessários para o diagnóstico de saúde mental.

É possível controlar a ansiedade?

Esse ciclo iniciado por um único pensamento e que gera sintomas psíquicos e físicos vai ficando cada vez mais forte. Como um verdadeiro círculo vicioso. E dificulta ainda mais o indivíduo conseguir controlar a ansiedade!

Se uma crise de ansiedade é tão forte assim, existe uma maneira de controlar a ansiedade com Hipnose e recuperar o equilíbrio emocional? A resposta é: sim, existe.

É como um piloto que perdeu o controle do seu avião e vai caindo em parafuso. Quanto mais ele se desespera, mais ele perde o controle do avião que vai caindo e girando cada vez mais rápido. Consegue imaginar? 

Então, assim como o piloto do avião, você é o piloto da sua mente. Quanto mais rápido você tomar consciência que está começando a sentir ansiedade, mais rápido você poderá tomar ações para proteger sua mente. Consequentemente, controlar a ansiedade antes que se torne uma bola de neve!

A seguir, vou te dar duas dicas sobre como controlar a ansiedade com a hipnoterapia, de maneira simples e natural.

Como controlar a ansiedade

1. Pense sobre seus pensamentos

Como controlar a ansiedade com o pensamento

Segundo a Psicologia Cognitiva, um comportamento é criado da seguinte maneira: há um evento e um observador. No caso, o ansioso.

Diante desse evento, o ansioso cria um pensamento, que é a percepção dele sobre o evento.

O pensamento, por sua vez, gera um sentimento e este sentimento faz o cérebro e o corpo se comportarem de determinada maneira.

Mas, o que acontece se a pessoa conseguir interromper esses pensamentos negativos antes que gerem mais emoções negativas e disparem a crise de ansiedade?

Se a pessoa conseguir controlar o que pensa em relação ao evento, poderá interromper o ciclo que causa os sentimentos negativos e controlar a ansiedade. 

Continue lendo e vou te ensinar duas técnicas simples e eficazes para reduzir a tensão e reduzir a ansiedade!

Duvidar, Criticar, Determinar

A técnica chama-se D.C.D., e foi elaborada pelo Dr. Augusto Cury. Escritor e espeta em gestão da emoção.

O D.C.D consiste em Duvidar, Criticar e Determinar algo sobre um pensamento/sentimento negativo para enfraquecer um comportamento indesejado.

Duvide do pensamento/sentimento. Por exemplo, imagine que você se sente incapaz de fazer algo e pensa: “Não sou capaz de fazer isso. Vou fracassar”. Diante desse pensamento, pergunte a si mesmo: “Será que eu sou realmente incapaz? E se eu conseguir? E se der tudo certo?”.

Fazendo isso você está praticando a arte da dúvida. E assim começa a interromper o circulo vicioso de pensamentos negativos que levam você a ter dificuldade em controlar a ansiedade.

Em seguida, critique o pensamento/sentimento, dizendo a si mesmo “Não sou incapaz! Já alcancei outros objetivos na minha vida, esse pensamento não tem fundamento!”.

Seguindo os dois passos anteriores da técnica D.C.D, você está pronto para determinar novos pensamentos e sentimentos. Afirme repetidas vezes para si mesmo “Eu sou capaz! Vou me preparar e irei conseguir! Terei sucesso! Eu sei que eu posso!”.

Faça isso e vai conseguir mudar de maneira mais fácil as percepções negativas do seu cérebro sobre os eventos que lhe acontecem e assim controlar melhor sua ansiedade frente a eles!

2. Tire sua respiração do automático

Como controlar a ansiedade com a respiração

Da mesma forma que você pode controlar a ansiedade de dentro para fora, reprogramando seus pensamentos, você também pode controlar a ansiedade de fora para dentro. Ou seja, modificando a sua respiração.

Como falei antes, a ansiedade se trata de um medo do futuro. A pessoa ansiosa não está vivendo o momento presente. Por meio da respiração, é possível recuperar o foco no Agora. E assim, ativar no cérebro, hormônios de tranquilidade.

A respiração correta aumenta a oxigenação das células e dos tecidos do organismo, elimina toxinas e garante corpo e cabeça energizados.

Explica Maurício Tavares, instrutor de respiração da ONG Fundação Arte de Viver.

Quando você sai do piloto automático e reserva um tempo para prestar atenção na sua respiração e respirar de forma lenta e regular, essa ação desconecta o seu cérebro das preocupações e te ajuda a controlar a ansiedade.

Também comunica ao sistema nervoso autônomo, que controlas as reações do corpo em situação de alerta, uma mensagem de calma, liberando substâncias que alteram a temperatura corporal e a pressão arterial.

Ou seja, reduz a tensão e a ansiedade!  

Técnica da respiração quadrada

Você vai aprender agora como controlar a ansiedade com um simples exercícios de respiração.

Sente-se confortavelmente. Feche seus olhos e observe sua respiração, percebendo ritmo em que respira. Coloque toda sua atenção no seu corpo e ignore as outras coisas. Mantenha a boca fechada durante o exercício e respire apenas pelo nariz.

Agora inicie:

  1. Deixe o ar entrar em seu corpo, enquanto você conta lentamente até três
  2. Segure o ar nos pulmões, contando lentamente até três.
  3. Solte lentamente o ar, contando lentamente até três.
  4. Após a expiração mantenha-se sem ar, contando lentamente até três.
  5. Volte ao passo 1 e continue repetindo este ciclo, sem pressa…

Você pode fazer esses ciclos inicialmente por um minuto e se estiver bem, poderá aumentar esse tempo para três minutos.

 

Aplicando essas técnicas, o quanto você já conseguiu controlar a ansiedade?

Separei também um roteiro de hipnose clínica para controlar a ansiedade. Confira!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *