Hipnose Clínica no Tratamento da Fobia Social

Tempo de leitura: 6 minutos

5 (100%) 1 vote[s]

É absolutamente normal sentir-se ansioso em relação a situações sociais. Como por exemplo, o primeiro encontro romântico, em uma entrevista de emprego ou até para falar em público.

Entretanto, para alguém que sofre com fobia social, situações como essas causam angústia e ansiedade em excesso.

Mas você sabia que é possível vencer a fobia social com a hipnose clínica?

O que é fobia social?

O Manual de Diagnóstico e Estatística dos Transtornos Mentais 5ª Edição (DSM-5), define a fobia social como um medo acentuado e persistente de uma ou mais situações que envolvam interações sociais ou a sensação de estar sendo avaliado.   

Os denominados fóbicos sociais não suportam a ideia de serem alvos de críticas. Fazem uma constante avaliação negativa de si mesmos e tem uma grande dificuldade em serem assertivos.

Para as pessoas que sofrem com esse transtorno, as interações sociais são: iniciar uma paquera, falar ao telefone, receber críticas, conhecer pessoas novas e até mesmo manter contato visual com pessoas não familiares podem ser extremamente desafiadoras.

As situações sociais que envolvem avaliação de desempenho, são: falar publicamente, comer ou beber em público, atuar em palco, ser o centro das atenções e ir à casa de amigos ou parentes também são igualmente angustiantes.

Quais as causas da fobia social?  

A maioria dos casos de fobia social surge na infância. A partir de situações constrangedoras como bullying, rejeição, humilhação, abusos e conflitos familiares.

Segundo especialistas, apenas 30% dos casos tem origem genética. O restante se deve a um conjunto de fatores que envolvem os genes, experiências pessoais e questões ambientais.

O círculo vicioso da fobia social

Em circunstâncias como essas, os gatilhos de ansiedades são disparados. A pessoa tem medo de se comportar de um modo embaraçoso, pois isso lhe deixaria ainda mais exposta e vulnerável.

Na tentativa de evitar o constrangimento, ela se esforça para inibir os sintomas da fobia social. O contraditório é que essa atitude causa o aumento da ansiedade, desencadeando sintomas físicos. Pode levá-la até a ter um ataque de pânico!

Entre os sintomas físicos da fobia social, estão: falta de ar, batimento do coração acelerado, suor, tremores, sensação de desmaio, boca seca, voz trêmula ou gagueira, etc.

Isso coloca a pessoa em um círculo vicioso de sintomas psicológicos e físicos, representado pela imagem abaixo:

Hipnose Clínica no Tratamento da Fobia Social

Fobia social ou timidez?

Algumas pessoas acham que fobia social e timidez é a mesma coisa. Mas, fobia social é muito pior do que timidez!

Enquanto uma pessoa tímida, mesmo se sentindo insegura, ainda consegue engajar em interações sociais e alcançar seus objetivos, o fóbico social enfrenta uma enorme dificuldade.

Inclusive, é comum que pessoas que sofrem com fobia social se isolem dos outros quando participam de festas ou não consigam sequer fazer um pedido telefone, em decorrência da ansiedade.

Segundo o professor de psiquiatria, José Alexandre Crippa, da USP, muitas pessoas acabam sofrendo sozinhas, porque não sabem que o comportamento fóbico é um transtorno e tem tratamento. Elas pensam que isso é apenas o seu jeito de ser, uma característica da sua personalidade.

Como tratar a fobia social com a hipnose clínica?

Hipnose Clínica no Tratamento da Fobia Social

Entre as alternativas de tratamento para a fobia social, a que tem se mostrado mais eficaz é a psicoterapia. O acompanhamento psicológico é essencial. E pode ser realizado em conjunto com o tratamento medicamentoso, se necessário. Em todo caso, é muito importante procurar um especialista para diagnóstico!

Na hipnoterapia, que nada mais é do que técnicas de psicoterapia aplicadas em conjunto com a hipnose clínica, o hipnoterapeuta ajuda o cliente a identificar as causas e gatilhos da fobia social. E claro,a tratá-las.

Confira abaixo 3 técnicas da hipnose!

1. Dessensibilização sistêmica com hipnose para tratar fobia social

Existe uma técnica de terapia cognitivo comportamental, chamada de dessensibilização sistêmica.

Por meio desta técnica, a pessoa com fobia social é exposta, aos poucos, a situações que desencadeariam as crises de ansiedade. Como falar com um desconhecido ou fazer uma apresentação em público.

Por exemplo, a pessoa tem medo de falar em público. O hipnoterapeuta pergunta: “Mas, quanto é público para você?”. Pode ser que ela esteja tranquila falando para 5 pessoas, mas dispare a crise de ansiedade quando precisa falar para 10.

A técnica de dessensibilização sistêmica é aplicada dentro do transe hipnótico. Fazendo com que a pessoa vivencie a experiência de falar para mais de 5 pessoas.

Se ela se sente confortável imaginando-se falando para 5 pessoas, o hipnoterapeuta sugere-lhe que mais uma pessoa vai aparecer na sala. Agora são 6 expectadores. O cliente sente um pouco de ansiedade, e o hipnoterapeuta o ajuda a controlar esta ansiedade, através de técnicas de PNL e hipnose.

Quando a pessoa se sentir tranquila para falar com essas 6 pessoas, é o momento de aumentar mais uma ou duas. E assim sucessivamente, até dessensibilizar completamente a fobia social em relação ao medo de falar em público.

2. Regressão à causa para tratar fobia social

Muitos hipnoterapeutas utilizam a técnica de regressão à causa para tratar fobias e traumas. Nesta técnica, o hipnoterapeuta sugere que a pessoa lembre-se do primeiro momento em que sentiu aquele medo disfuncional.

Quando ela se lembra desse primeiro momento, o hipnoterapeuta utiliza técnicas para ajudá-la a lidar com aquela situação traumática. E a dessensibilizar os sentimentos negativos em relação ao evento. A pessoa se sente mais segura e confiante.

3. Auto-hipnose e mindfulness para controlar os pensamentos negativos

Na hipnose clínica, o cliente também aprende a reconhecer os pensamentos negativos. Estar presente a isso é importante para que ele possa utilizar técnicas de auto-hipnose mindfulness para interromper a reação emocional exagerada. E para permanecer no controle de suas emoções, sem se sentir ameaçado.

Por meio da auto-hipnose, a pessoa pode ressignificar um pensamento negativo no momento em que ele surge. E através do mindfulness, ela consegue interromper os pensamentos automáticos que desencadeiam a fobia.

Então, gostou de saber sobre os benefícios da hipnose clínica? Leia também sobre a hipnose para o controle da dor!

Esse artigo foi útil?

Clique na estrela para pontuar!

Média de pontuação / 5. Vote count:

Hipnose clínicaPowered by Rock Convert