Hipnose Clínica: Como Funciona

Tempo de leitura: 15 minutos

5 (100%) 1 vote

Como a hipnose clínica pode ajudar pessoas que sofrem com ansiedade, depressão, traumas psicológicos e problemas emocionais, em geral?

Continue lendo para descobrir como a hipnose clínica funciona. E porque a terapia com hipnose, ou hipnoterapia, é uma das mais procuradas da atualidade.

O que é hipnose clínica?

A hipnose clínica é a utilização dos conceitos e métodos de terapias como Psicanálise, Behaviorismo e Humanismo. E tudo isso, em conjunto com a hipnose para potencializar os resultados do cliente.

Portanto, a Hipnose Clínica não é uma abordagem terapêutica. Mas sim um recurso de apoio no trabalho do hipnoterapeuta.

Muitas pessoas procuram terapeuta que sabem utilizar Hipnose na Clínica porque os resultados costumam aparecer em poucas sessões.

É uma prática aprovada pela ciência?

A Hipnose Clínica é regulamentada nos conselhos federais de Medicina, Odontologia, Psicologia e Fisioterapia.

Os dentistas podem utilizar a Hipnose como complemento da anestesia. Médicos podem aplicá-la no tratamento de dores crônicas, como em pacientes com câncer.

Os psicólogos fazem uso da Hipnose em diversos tipos de psicoterapia. Estudos já comprovaram que ela é uma ferramenta eficaz no tratamento de ansiedade, depressão e outros transtornos psíquicos.

Algumas pesquisas apresentam indícios que a Hipnose Clínica é eficiente até mesmo no tratamento de problemas fisiológicos como a hipertensão, problemas gastrointestinais e no sistema imunológico.

Então, cientificamente falando, a Hipnose Clínica funciona sim!

Quais problemas emocionais a Hipnose Clínica pode tratar?

A lista de problemas emocionais tratados com ajuda da Hipnose Clínica é bem extensa. Vejamos alguns deles:

Além de corrigir disfuncionalidades emocionais, como as questões citadas acima, a Hipnose Clínica também pode ajudar pessoas a alcançar um melhor desempenho em atividades que já fazem bem.

Por exemplo, atletas que desejam melhorar a sua performance nos esportes. Eles podem usar a Hipnose como um meio para alcançar suas metas, com muito mais agilidade e eficiência.

Os estudantes de todas as áreas podem utilizar a Hipnose para aumentar seu foco e concentração. E assim atingir resultados melhores nas provas.

Como a hipnose clínica pode ajudar?

Em uma ou mais sessões de Hipnose Clínica, sentimentos associados com medos ou tramas, por exemplo, serão tratados.

A Hipnose Clínica pretende ajudar o sujeito a compreender melhor os sentimentos que o impedem de se tornar uma pessoa realizada. Quando as causas desses sentimentos são identificadas, podem ser tratadas para que a pessoa alcance a realização.

Esse processo é praticamente o mesmo, no tratamento de qualquer trauma, fobia, etc. Existem causas e condições emocionais que fazem a pessoa continuar do jeito que está.

Uma “Programação Interna” faz com que ela continue a ter bloqueios emocionais. Se esta programação interna for modificada, isso mudará a forma como ela se relaciona com seus sentimentos e provocará mudanças positivas no seu comportamento.

Essa é a grande proposta da Hipnose Clínica: uma mudança de mente para alcançar mudanças de comportamento!

O que faz a Hipnose Clínica funcionar tão bem?

Por que uma abordagem que utiliza Hipnose costuma funcionar melhor e obter resultados mais rapidamente, do que uma que não utiliza?

Existem alguns fatores essenciais para o sucesso de uma terapia. Todos esses fatores estão intensamente presentes em uma sessão de Hipnose Clínica.

Saiba quais são:

Desejo de mudança

Se não há um desejo autêntico de mudar, não é possível fazer terapia com essa pessoa.

Por exemplo, esses dias fiz uma entrevista com um cliente em potencial que queria deixar de fumar. Perguntei á ele:

Entre 0 e 10, sendo 0 nenhuma vontade de deixar de fumar. Sendo 10 a maior vontade possível de abandonar o cigarro, quanto está o seu desejo agora?

Ele respondeu “5”, ou seja, sua vontade para deixar de fumar estava em 50%. Nesse caso, infelizmente, não é possível ajudá-lo. Porque ele não queria verdadeiramente deixar de fumar.

O que acontece é que muitos fumantes procuram a Hipnose Clínica porque estão sendo cobrados para tal. Isso não funciona, a atitude tem que partir da própria pessoa.

Se ela quer, mas “não quer tanto assim”, não adianta procurar a Hipnoterapia. Ela precisa estar 100% determinada para que o tratamento gere os resultados esperado.

Engajamento

Saber que é preciso uma mudança, e querer isso, representa o primeiro passo. Mas, se o indivíduo não estiver suficientemente engajado no processo, os resultados não serão alcançados.

Algumas pessoas acham que é só entrar no consultório do Hipnoterapeuta e as coisas vão acontecer num passe de mágica. Sem nenhum esforço consciente.

Elas acreditam que o Hipnoterapeuta vai dar sugestões como “Pare de fumar”, ou “Coma apenas alimentos saudáveis” . E as coisas mudarão.

Em parte, isso é verdade. Afinal, a Hipnose Clínica possibilita que o cliente acesse poderosos recursos guardados na mente inconsciente.

Entretanto, o paciente precisa participar ativamente do processo terapêutico. Assumir um papel de responsabilidade e se reconhecer como o agente da transformação em sua vida.

Empatia e aceitação incondicional

  • Por que, muitas vezes, o abraço de um amigo é mais terapêutico do que horas conversando com um psicólogo?
  • Por que grupos como Alcoólicos e Narcóticos Anônimos conseguem ajudar tantas pessoas a se libertarem das drogas?

O psicólogo Carl Rogers, que elaborou a Terapia Centrada Na Pessoa, se perguntou chegou à conclusão de que existem alguns elementos indispensáveis para que a terapia aconteça.

Rogers concluiu que a base de uma terapia bem sucedida não é a autoridade do terapeuta. Mas a capacidade  em se comunicar com o cliente de igual para igual, sem exercer julgamentos, aceitando-o incondicionalmente.

Empatia e aceitação incondicional são os ingredientes mais relevantes em uma terapia. A presença desses elementos cria o contexto terapêutico em que a pessoa precisa para realizar as mudanças que deseja.

Na Hipnose Clínica não é diferente. Para que a Hipnoterapia funcione bem, é essencial que o cliente sinta-se aceito e compreendido pelo Hipnoterapeuta.

Deve existir entrosamento, interação e colaboração entre terapeuta e cliente para que a terapia flua em direção aos resultados desejados.

O uso de técnicas para tratar as camadas mais profundas da mente

Na Hipnose Clínica, o Hipnoterapeuta trabalha com três categorias de técnicas para ajudar o cliente.

São técnicas para tratar os traumas do passado, ensinar o cliente a ter controle sobre seus estados emocionais no presente.

Traumas do passado

É no passado de uma pessoa que aconteceram os eventos que iniciaram os traumas e fobias que dificultam sua vida hoje.

Por meio da Hipnose Clínica, é possível ressignificar a percepção da pessoa sobre esses eventos. Como fazer  com que ela supere a carga emocional negativa envolvida na situação, e se sinta bem consigo mesma.

A intenção da Hipnoterapia não é fazer a pessoa esquecer o acontecimento. Porém, dar a ela os recursos que precisa para lembrar-se do trauma sem precisar revivê-lo. Isso é cura emocional!   

Controlar seus estados emocionais no presente

No que se refere ao presente, ao aqui e agora, falamos sobre tudo o que está acontecendo agora. Sobre os estados emocionais que uma pessoa atravessa durante o dia e como essas emoções afetam a sua vida.

Por meio da Hipnose Clínica, a pessoa desenvolve um sistema de autopercepção. Esse sistema permite que ela seja capaz de perceber as alterações que estão acontecendo em sua mente. Controlar os seus estados emocionais para manter uma atitude positiva em qualquer situação.

Mudar o futuro

Como uma pessoa deprimida ou ansiosa enxerga o seu futuro? Certamente não é com bons olhos.

No decorrer de um tratamento com Hipnose Clínica, o Hipnoterapeuta ensina o cliente a construir o futuro desejado em sua mente.

Quando os traumas do passado são tratados, fica muito mais fácil imaginar um futuro cheio de esperança.

Existe um exercício muito interessante na Hipnose Clínica, que chamamos de “Ponte ao futuro”.

Nesse exercício, pedimos ao cliente que se imagine no futuro, com sua meta realizada. Nesse momento, perguntamos como ele se sente e geralmente a resposta é muito positiva.

Esse simples exercício cria uma referência no cérebro da pessoa sobre como ela quer e vai se sentir no decorrer do tratamento. É uma maneira de “pré-materializar” o resultado que ela está buscando.

Quem pode trabalhar com Hipnose Clínica?

Apesar de a Hipnose ser regulamentada nos principais conselhos federais de saúde, não existe um órgão específico que regulamente o seu uso no Brasil.

Na lei brasileira não existe nenhuma restrição quanto a utilização da Hipnose por profissionais que não são da área de saúde, portanto qualquer pessoa pode aprender Hipnose Clínica e fazer atendimentos como terapeuta alternativo.

Entretanto, se uma pessoa quiser se tornar um Hipnoterapeuta profissional e viver de Hipnose, precisa se qualificar para o mercado.

Como se qualificar para o mercado?

Qualquer pessoa que deseja se tornar um Hipnoterapeuta de sucesso, deve estar disposta a investir em bons cursos na área.
Geralmente, uma formação de excelência em Hipnose Clínica tem um valor médio de R$3.500,00.

Esse valor pode parecer alto em um primeiro momento. Mas os profissionais que atuam na área costumam cobrar entre R$400,00 e 1.200,00 R$ por um único atendimento com Hipnoterapia!

Um Hipnoterapeuta pode atuar no mercado de diversas formas. Conheça três delas:  

Atendimentos presenciais

O atendimento presencial é a modalidade de terapia mais conhecida. Nesse modelo, o hipnoterapeuta recebe o cliente em seu consultório.

Uma sessão de Hipnose Clínica pode ter de 50min a 1:30h de duração.

Alguns Hipnoterapeutas fazem o tratamento em 3 ou mais sessões, de 50 minutos. Outros preferem fazer o processo terapêutico em uma sessão de até 5 horas. Isso depende muito do profissional.

O local de atendimento deve ser silencioso, livre de interrupções. Também deve possuir uma cadeira ou uma poltrona confortável para o cliente ficar sentado, enquanto recebe a terapia.

Para atrair cliente para a terapia presencial, você pode começar se divulgando para amigos e conhecidos.

É possível até mesmo utilizar aplicativos e mídias sociais, como WhatsApp e Facebook, para divulgar seu trabalho como Hipnoterapeuta. Desse modo, se tornar conhecido.

Especializações específicas da Hipnose Clínica

Na Hipnoterapia, existem muitas opções de especialização. Alguns profissionais trabalham apenas com dor, medo e ansiedade.

Outros estão focados no tratamento para emagrecimento, tabagismo, disfunções sexuais, aprendizagem e até mesmo no aumento do desempenho esportivo em atletas.

Uma vez que você identifica o nicho da Hipnose Clínica em que deseja trabalhar, deve estudar tudo o que puder sobre o assunto.

Leia livros, assista palestras, faça cursos. Tente entender quais as principais barreiras que impedem o seu cliente de alcançar os objetivos que deseja.

Parcerias com academias, nutricionistas, consultórios odontológicos e estúdios de tatuagem

Como um profissional da Hipnose Clínica pode atuar junto a academias, nutricionistas, dentistas e tatuadores?

Segundo uma pesquisa divulgada em 2016, o número de inscrições nas academias aumentou bastante nos últimos anos. O problema é que 64% desses inscritos abandonam a academia nos primeiros três meses e apenas 3,7% persistem por mais de 12 meses.

A maioria das pessoas não consegue desenvolver a disciplina necessária para manter uma rotina de exercícios, segundo os autores do estudo.

Nesse contexto, o Hipnoterapeuta se torna um “Personal Trainer Emocional”. Atua com Hipnose para fortalecer a autoestima dos clientes. E os ajuda a desenvolver a disciplina necessária para continuarem os exercícios!

A história é semelhante nas clínicas de nutrição. Muitas pessoas não conseguem seguir a dieta recomendada pelo nutricionista porque sofrem com uma compulsão alimentar. E porque tem bloqueios emocionais que lhes dificultam a mudança de hábitos.

O Hipnoterapeuta pode trabalhar junto ao nutricionista para tratar os fatores emocionais que impedem o cliente de emagrecer e ajuda-lo a desenvolver hábitos mais saudáveis a partir da reprogramação de sua mente.

Já no consultório do dentista e estúdios de tatuagem, a queixa em comum dos clientes é o medo de agulha, controle da dor e sangramentos.

Um profissional que atua com Hipnose Clínica pode usar a técnica para reduzir o desconforto e a dor dos pacientes que se submetem ao tratamento dentário. Isso faz com que o dentista utilize menos anestesia para o procedimento.

Além disso, a Hipnose Clínica também pode reduzir sangramentos e auxiliar na cicatrização, acelerando o processo de recuperação do paciente.  

As mesmas técnicas de Hipnose podem ser usadas tanto no consultório dentista quanto no estúdio de tatuagem.

É por essas e outras razões que a parceria entre Hipnoterapeutas e essas instituições é muito viável e recomendada. Todos ganham!

Celebridades que fizeram tratamento com Hipnose Clínica

Por todas as razões citadas nos tópicos anteriores e muitas outras, milhares de pessoas tem procurado a Hipnose Clínica para tratamento.

Entre essas milhares de pessoas estão também atrizes, cantores, esportistas e celebridades em geral. Seres humanos iguais a mim e a você, que também precisam de ajuda profissional, de vez em quando.  

Conheça algumas delas:

Adele

hipnose clínica: cantora Adele em um vestido preto, cantando com um microfone à sua frente

Em 2013, a cantora Adele se preparava para uma apresentação no Oscar. Mas, a ansiedade e o medo de ter uma má performance estava atrapalhando a sua vida, naquele momento.

Mesmo ensaiando bastante, isso não a acalmava.

Por esta razão, um amigo da cantora lhe recomendou um Hipnoterapeuta que a ajudou a ter o controle emocional que precisava.

Outro problema que atrapalhava a vida de Adele era o tabagismo. Ela costumava fuma um maço de cigarros por dia. Mas, segundo a própria cantora, após 3 sessões de Hipnose Clínica, conseguiu superar o vício.

Kate Middleton

Kate Middleton, conhecida como a Duquesa de Cambridge, sentia muito desconforto devido aos enjoos matinais, quando estava grávida.

Esses enjoos prejudicavam o apetite de Kate e a impediam de se alimentar adequadamente. Por esta razão, ela decidiu se submeter a um tratamento com Hipnose Clínica.

Além de controlar os enjoos, a Hipnoterapia ajudou Kate a se alimentar de maneira mais saudável. A comer mais legumes e frutas porque isso seria bom pra ela. E especialmente para o bebê.

Assim como a Hipnose Clínica ajudou Kate a abrir o apetite e mudar os hábitos alimentares, também ajuda milhares de pessoas a emagrecer. Igualmente a controlar compulsões alimentares, vencer a preguiça para praticar exercícios, etc.

Matt Damon

O ator e roteirista americano Matt Damon declarou durante uma participação no programa Jay Leno, que vai ao ar nos Estados Unidos, que se submeteu a 3 sessões de Hipnose Clínica para acabar com o vício em cigarros, que mantinha há 16 anos.

Na entrevista, ele diz:

Eu deveria ter feito isso há muito tempo. É incrível, eu não sinto mais a menor atração por cigarros.

Katy Perry

No ano de 2014, a cantora Katy Parry estava passando uma fase muito difícil em sua vida.

Ela não conseguia superar o término de um relacionamento. Por esta razão, decidiu procurar a Hipnose Clínica. Seu objetivo era “esquecer” o seu ex-namorado, o cantor John Mayer.

Por meio da Hipnose Clínica, a pretensão de Katy era treinar o seu cérebro para evitar continuar gostando do ex-namorado. Ou simplesmente, não achá-lo mais atraente.

Na Hipnoterapia, esse processo de reeducação mental também é chamado de ressignificação.

Por meio da ressignificação, uma pessoa pode mudar o que sente em relação a algo ou alguém. Especialmente se esses sentimentos são nocivos para ela.

 

O Curso Virtual de Hipnose Clínica te dá uma formação específica e muito bem fundamenta sobre a hipnoterapia. Entre aqui agora e saiba mais!