A Hipnose Deveria Ser Usada para Recuperar Memórias?

Tempo de leitura: 4 minutos

5 (100%) 1 vote

A hipnose aumenta as chances da síndrome de falsa memória?

Resumindo, a hipnose não deveria ser usada para recuperar memórias. E sim, a hipnose aumenta as chances de causar a síndrome da falsa memória.

 

A hipnose é uma das técnicas mais pesquisadas e utilizadas formas para se recuperar memórias.

Em 1995, Poole, Lindsay, Memon e Bull conduziram uma pesquisa que demonstrava que um terço de todos os psicólogos dos EUA usavam a hipnose para ajudar os pacientes a recuperar memórias de abusos sexuais.

Há muitas evidências que sugerem que existem muitos problemas sobre falsas memórias associados à hipnose. Ainda que muitos hipnoterapeutas que eu encontro hoje continuem pensando que ela deveria ser usada para recuperar memórias.

De fato, no grande evento do National Council of Hypnotherapy, quando Irving Kirsch estava palestrando, ele pediu para que levantassem as mãos aqueles hipnoterapeutas que utilizaram técnicas de regressão. Meus estudantes perceberam que eles eram os únicos que estavam com suas mãos abaixadas.

Falsas memórias

Hipnoterapeutas precisam saber que o uso da hipnose para recuperar memórias pode, na verdade, levar um paciente a criar novos materiais e adicioná-los às suas memórias existentes. Há um grande montante de informação científica e médica disponível. Demonstram que a própria natureza da memória é tão maleável, que o uso da hipnose pode resultar na criação e implantação de falsas memórias. Estudos feitos por Lynn e McConkey, em 1998; e Lynn e Nash, em 1994, também demonstraram isto claramente.

Veja só, a memória não é apenas não confiável, como pessoas têm uma crença arraigada na confiabilidade de suas memórias de tal forma, que somos capazes de criar falsas memórias. Mesmo com um terapeuta que seja muito habilidoso em não conduzir o paciente de qualquer forma. Outros estudos conduzidos por Laurence e Perry em 1983, e Barney e Sheehan em 1998, confirmaram esta tendência.

Falsas memórias podem ser facilmente criadas sem hipnose, certamente. Ainda que muitos terapeutas continuem a acreditar que a hipnose, de alguma forma, empunhe a verdade absoluta quando se trata de uma recordação. A verdade é um pouco mais assustadora que isto.

Em 1994, Erdelyi revisou 34 estudos e Steably e Bothwell reviram outros 24 para mostrar, através deles, que a hipnose aumenta muito o volume real de recordação. O estudo revelou, entretanto, que a recordação hipnótica é mais eficaz que a recordação não hipnótica. Mas, quando lembrado hipnoticamente, pessoas tendem a ser mais confiantes na fidelidade destas memórias!

O estudo de Steably e Bothwell mostrou que a hipnose produz mais erros na memória. Também, maior volume de memórias que possuem informações falsas dentro delas. Há muito mais estudos que apoiam esta perspectiva.

Até pesquisadores e indivíduos que afirmam abertamente que a hipnose é boa para auxiliar a memória são incapazes de provar isto! Muitos destes proponentes sugerem que a excitação emocional é necessária, embora o estudo de 1997 de Lynn et al, mostre que a hipnose não melhora a lembrança de eventos emocionalmente excitantes. Ser altamente emotivo também não afeta sua recordação hipnótica!

Voltando à infância

Síndrome da Falsa Memória

Além de tudo que já li e examinei, provavelmente, a mais concreta evidência para o uso da hipnose para relembrar memórias vem de uma pesquisa conduzida por Nash, Drake, Wiley, Khalsa e Lynn em 1986. Neste estudo, eles tentaram coincidir (e provar) memórias de participantes que fizeram regressão de idade, usando a hipnose.

Os participantes regressaram aos 3 anos de idade para um cenário em que estavam com junto as mães deles (havia um grupo controle também). Os participantes descreveram itens que eles presenciaram. Suas mães reais foram questionadas para verificar o que estava neste cenário.

Os participantes hipnotizados no estudo foram menos capazes de averiguar a eficiência dos seus relatos do que aqueles no grupo controle (pessoas não hipnotizadas que também foram instigadas a fazer o mesmo), com os de suas mães. De fato, os resultados do grupo controle foram muito mais precisos!

Um estudo similar foi conduzido em 1997, quando Sivec, Lynn e Malinowski fizeram a regressão dos participantes aos 5 anos de idade. E obtiveram resultados muito similares!

Esta é a razão de que maioria dos países, hoje, não permitem mais o uso da hipnose em testemunhos, em tribunais. De fato, em alguns estados dos EUA, se você utilizar a hipnose para recuperar memórias, por causa da evidência que eu mencionei, seu testemunho será declarado nulo e vazio!

Evidências sugerem que, quando o hipnoterapeuta acredita fortemente na eficácia da hipnose na recuperação de memória, então o paciente tem muito mais confiança na fidelidade de sua memória. É aí que está o problema!

Por Adam Eason, hipnoterapista. Artigo traduzido e adaptado de Should Hypnosis Be Used To Recover Memories? Does Hypnosis Increase The Chances Of False Memory Syndrome?


O que é a terapia de regressão hipnótica?