Estresse: como tratar a ansiedade com hipnose

Tempo de leitura: 6 minutos

5 (100%) 1 vote

Nosso organismo passa por diversas alterações durante o dia. Uma das reações mais comuns a essas alterações é quando o cérebro entende alguma atividade como ameaça ou pressão. Cada vez mais pessoas se identificam assim e buscam tratamento para o estresse.

No bom português, o estresse é uma resposta física ou mental do organismo a um ou mais eventos quando nos sentimos desconfortáveis com alguma coisa ou situação. Essa resposta libera uma série de reações químicas e fisiológicas no organismo.

Essas reações podem ser positivas, mas se persistirem por muito tempo podem ser prejudiciais ao indivíduo, manifestando-se com diversos sintomas.

Por isso, vamos entender quais os tipos de estresse que mais acometem a população mundial, e de que forma a ansiedade está ligada a esse mal.

Tipos e causas do estresse

Os estímulos que causam o estresse no organismo são chamados de fatores de estresse. Vamos entendê-los abaixo.

Fatores cotidianos

Esse talvez seja o mais comum na rotina das grandes cidades.

São fatores decorridos de acontecimentos do dia-a-dia, como problemas no trabalho, trânsito, saúde, relacionamento, dentre outros.

Fatores críticos

Eles podem ser críticos, ou seja, gerados por acontecimentos, bons ou ruins, que exigem reestruturação profunda na vida do indivíduo. Exemplos clássicos disso: casamento, nascimento de filhos, mudanças de rotina, etc.

Fatores traumáticos

Causados por acontecimentos que ultrapassam a capacidade do indivíduo de adaptação, ocasionam traumas, como choques emocionais e problemas sociais.

Esse quadro pode ocorrer quando a pessoa foi vítima ou testemunha de violência, por exemplo. Quando ela se recorda do fato, revive o episódio como se estivesse ocorrendo naquele momento, ocasionando a mesma sensação de dor e sofrimento vivido na primeira vez.

Fatores crônicos

Já esses são desenvolvidos por acontecimentos que se repetem, sem uma aparente solução. Exemplos: desemprego, sobrecarga de trabalho, ou situações com consequências duradouras, como problemas judiciais, divórcios, doenças psíquicas e crônicas como lúpus, diabetes, entre outras.

Sintomas psicológicos do estresse

Em geral, o estresse leva ao aparecimento de sintomas psicológicos bem perceptíveis. O mais comum deles é a ansiedade, um desdobramento que gera angústia, nervosismo e/ou preocupação em excesso com um determinado fato ou situação.

Além disso, é possível perceber:

  • Irritação;
  • Impaciência;
  • Dificuldade de concentração;
  • Sensação de perda do controle;
  • Dificuldade em tomar decisões.

Sintomas físicos do estresse

Esses são os mais graves e perigosos. Porém, não é uma regra: varia de pessoa para pessoa, já que cada um lida com o estresse de uma forma diferente.

Os sintomas podem ser vagos e podem ser os mesmos causados por condições médicas, por isso há uma grande busca por tratamento para estresse.

Dores de cabeça

Existe uma grande diferença entre pensar e se preocupar. Quando pensamos, buscamos por solução do problema. Porém, quando nos preocupamos, ficamos paralisados em um mesmo padrão de raciocínio. Isso leva ao cansaço de sua mente e produz dores de cabeça.

Estresse: como tratar a ansiedade com hipnose

Problemas capilares

Esse talvez seja um dos sintomas mais frequentes. A queda de cabelo por estresse é real e comprovada cientificamente.

Durante os períodos de estresse o organismo libera uma substância que aumenta a produção de estriol, que por sua vez bloqueia a entrada de nutrientes na região capilar. Isto enfraquece os fios pela falta de nutrientes e por fim leva aos casos de queda.

Baixa imunidade

Se você sentir que está constantemente gripado ou com o nariz escorrendo, o estresse pode ser a causa. Isso porque o estresse pode prejudicar seu sistema imunológico e causar maior suscetibilidade a infecções.

Problemas de pele

A pele é uma dos órgãos mais afetados pelo estresse. Assim sendo, a acne é um dos sintomas físicos do estresse mais visíveis e fáceis de observar.

Uma das razões possíveis para o estresse resultar em acne é, mais uma vez, que ele piora o funcionamento do sistema de defesa do organismo. A diminuição da imunidade faz com que a pele não reaja bem às bactérias, os poros ficam entupidos e o resultado é a espinha.

Diminuição da energia e insônia

Fadiga crônica e diminuição dos níveis de energia também podem ser causados por estresse prolongado. O estresse é uma das principais causas de alteração do padrão do sono levando tanto à insônia aguda como a crônica. Ele pode ser causado por pressões no trabalho, obrigações familiares, problemas de saúde, depressão, ansiedade, entre outras coisas.

Alterações na libido

Existem muitas outras causas potenciais de alterações na libido, incluindo alterações hormonais, fadiga e causas psicológicas. Por isso, muitas pessoas experimentam mudanças em seus impulsos sexuais durante períodos estressantes.

Problemas digestivos

Estresse pode afetar especialmente aqueles com distúrbios digestivos, como síndrome do intestino irritável ou doença inflamatória intestinal, caracterizados por dor de estômago, inchaço, diarréia e constipação.

Alterações no apetite

Quando nos sentimos estressados, podemos perder o apetite ou, com mais frequência, ter surtos de apetite ao longo do dia ou da noite.

A explicação é a seguinte: o estresse aumenta a produção da grelina, um hormônio gástrico responsável pelo aumento do apetite.

Um estudo com estudantes universitários descobriu que 81% relataram que experimentaram mudanças no apetite quando estavam estressados. Destes, 62% apresentaram aumento de apetite, enquanto 38% experimentaram diminuição.

Tratamento para o estresse com hipnose

Uma boa opção de tratamento para o estresse e ansiedade são as sessões de hipnose.

Como esse método, o profissional auxilia o paciente a entrar em um estado de relaxamento profundo, o chamado transe. Assim acontece a diminuição da frequência cerebral e aumento da concentração. É nesse momento que o hipnoterapeuta tem acesso ao subconsciente, fazendo com que o paciente encontre o episódio exato em que aquele trauma foi desencadeado, e assim, os motivos que lhe causam mais estresse.

Uma das grandes vantagens da hipnose, em relação às terapias convencionais, é o tempo de tratamento. Já nas primeiras sessões é possível notar sinais de recuperação.

O paciente é encorajado, por meio da autoconfiança, a enfrentar a situação e mudar suas percepções em relação ao evento traumático. A hipnose para ansiedade, portanto, ajuda o paciente a encontrar o evento causador do trauma e trabalhar o consciente de maneira que ele consiga superá-lo.

Se você deseja controlar sua ansiedade e também ajudar outras pessoas a terem uma vida com menos estresse, siga esse roteiro elaborado com técnicas de hipnose clínica!

Como tratar víciosPowered by Rock Convert