Como Ter Autoconfiança Com A Auto-hipnose

Tempo de leitura: 8 minutos

5 (100%) 1 vote

Você se considera uma pessoa autoconfiante? Acredita no seu potencial e se sente seguro quanto as suas habilidades? Ou não sabe ainda como ter autoconfiança?

Se você percebe que precisa melhorar sua autoconfiança ou gostaria de ajudar alguém que você conhece, continue lendo esse artigo para saber como utilizar técnicas de Hipnose para construir uma autoconfiança inabalável.

O que é a autoconfiança?

A autoconfiança é a combinação entre dois fatores: autoeficácia e autoestima.

Ser autoeficaz significa perceber em si mesmo o domínio das habilidades que precisa para alcançar as metas que deseja.

Por exemplo, há terapeutas que já fizeram diversos cursos de aperfeiçoamento profissional. São tecnicamente capazes de realizar o seu trabalho. Mas, não conseguem se autoperceber no domínio de suas habilidades.  

Apesar de terem consciência do conhecimento que possuem, eles têm a “sensação” de que não são bons o suficiente. Que não são autoeficazes.

O segundo fator que determina a autoconfiança de uma pessoa é sua autoestima. A palavra “estima” significa “apreço, afeição”. Portanto, o nível da autoestima de uma pessoa diz respeito ao quanto ela gosta de si mesma.

Quando temos uma boa autoestima, acreditamos em nosso valor e que temos o direito a autorrealização!

Em resumo, saber como ter autoconfiança é estar consciente das suas verdadeiras capacidades, das metas que pode alcançar por meio delas e cultivar o amor próprio.

Os 3 pilares da Autoconfiança

Nesse tópico, você vai conhecer os 3 pilares para ter autoconfiança.

Esses pilares são interligados, ou seja, um depende e influencia o outro na construção da sua autoconfiança.  

1. Autopercepção

Você se vê como uma pessoa capaz de alcançar objetivos ou tem dúvidas sobre seu verdadeiro potencial?

Perceber em si mesmo o domínio das habilidades que tem para alcançar as metas que deseja é uma característica das pessoas que sabem como ter auroconfiança.

Não se trata de superestimar suas verdadeiras capacidades, mas de perceber do que você realmente é capaz. É perceptível que a questão não é “capacidade”, mas sim a ausência da percepção da capacidade que já possuo como chaveiro.

2. Crença

Uma crença é definida como a firme convicção e conformidade com algo. Todos nós, de acordo com a PNL, temos um “repertório de crenças”. Este diz respeito ao conjunto de crenças que você tem sobre si mesmo e as pessoas ao seu redor.

Nisso, existem crenças fortalecedoras e limitantes.

As crenças fortalecedoras representam tudo que você acredita e te ajuda a ter sucesso. As crenças limitantes representam tudo que você acredita e te impedem de ter sucesso.

Um exemplo de crenças fortalecedoras contra as crenças limitantes são pessoas que acreditam ter sorte na vida, geralmente conseguem mais sucesso, do que pessoas que acreditam ser azaradas.

O escritor Shawn Achor registrou isso em seu livro, O jeito Harvard de Ser Feliz:

Como você pode ter imaginado, acontece que não existe essa coisa de sorte – pelo menos no sentido científico.

A única diferença (e, a propósito, uma enorme diferença) é se as pessoas acreditam ou não que têm sorte – em outras palavras, se esperam que coisas boas ou ruins aconteçam.

Wiseman pediu que voluntários lessem um jornal e contassem o número de fotos publicadas. As pessoas que acreditam ter sorte levaram apenas alguns segundos para realizar a tarefa, enquanto as que se consideravam azaradas levaram em média dois minutos.

O que explica tamanha diferença? Bem, na segunda página do jornal dizia “pare de contar, há 43 fotos neste jornal”.

A resposta, em resumo, era clara como o dia, mas os azarados apresentaram muito mais chances de deixar de ver a mensagem, enquanto os sortudos estavam propensos a vê-las.

Como bônus adicional, no meio do jornal havia outra mensagem dizendo: “pare de contar, diga ao pesquisador que você viu esta mensagem e ganhe 250 dólares”.

As pessoas que afirmaram não ter sorte na vida mais uma vez deixaram passar essa oportunidade.

O mais extraordinário no estudo de Wiseman é que a mesma possibilidade de ganhar a recompensa estava latente no ambiente de todos os participantes – era só uma questão de eles perceberem ou não.

É perceptível que as crenças afetam nossa confiança que, por sua vez, afetam nosso desempenho para resolver problemas.

As crenças limitantes de uma pessoa fazem que ela crie uma percepção negativa de si mesma. Esses dois elementos, crença limitante e autopercepção negativa fazem dela alguém com baixa confiança.

3. Diálogo interno

Como é seu diálogo interno? Qual tom de voz você utiliza para falar com você mesmo? Um tom intimidador, condenatório ou gentil e acolhedor?

Muitas pessoas vivem um verdadeiro conflito no seu diálogo interno. São os maiores sabotadores de como ter autoconfiança. Se por um lado, essas pessoas são muito exigentes consigo mesmas, por outro lado são altamente intolerantes com os próprios erros.

O diálogo interno negativo também fica mais intenso quando elas estão prestes e empreender em algo que querem muito.

Já pessoas autoconfiantes tem um diálogo interno de amor, aceitação e acolhimento. São tolerantes consigo mesmas. O seu diálogo interno está cheio de frases inspiradoras.

Esse tipo de “bate papo interno” é um pilar fundamental da autoconfiança. Se você sabe como motivar a si mesmo, com certeza conseguirá manter-se confiante!

Conheça seus pontos altos

Antes de mais nada, comece com esses exercícios simples, para te ajudar a conhecer-se melhor:

  • Registre seus feitos já alcançados. Pense e escreva 10 coisas boas em que você obteve sucesso e sentiu orgulho de si mesmo.
  • Pense nos seus pontos fortes. É muito importante que você conheça seus pontos fortes e fracos, para que você consiga potencializar o que tem de bom e melhorar o que ainda não está tão bom.

Agora que você conhece os 3 pilares da autoconfiança inabalável, e já  conhece seus pontos e feitos altos, veja 3 técnicas de reprogramação mental e Hipnose para ter mais autoconfiança!

Como ter autoconfiança: 3 técnicas de hipnose

É muito importante que você identifique o propósito da autoconfiança que você deseja alcançar.

Uma vez que você identifica as barreiras que impedem você de entender como ter autoconfiança, poderá buscar os meios para eliminar esses obstáculos e chegar ao seu objetivo!

O objetivo das técnica abaixo é pré-materializar a pessoa que você deseja se tornar. Construir um “Eu Ideal”.

1. Um “Eu nota 10”

Como você se imagina quando tiver o nível de confiança que deseja? Como esse seu “eu confiante” se comporta? Como é sua autopercepção, crenças e diálogo interno?

Imagine esse “ser ideal” que você deseja se tornar, na sua frente. Converse com ele e pergunte “Eu (seu nome) ideal, eu sei que você é nota 10 de confiança. Então, qual a nota que você me dá?”.

Seu eu ideal talvez diga que sua nota atual é 5. O foco nesse primeiro momento é ter consciência do seu estado atual. E assim, iniciar os processos de melhoria para alcançar notas mais elevadas.

2. Defina o nível de confiança ideal para você

É possível que com notas 8 ou 9 já sejam suficientes para você realizar o que precisa.

Nesse caso, pergunte ao seu “eu Ideal”: O que você fez para elevar sua confiança até esse nível?

Permita que sua mente trabalhe livremente. Deixe que seu “Eu Ideal” te apresente sugestões para você ganhar confiança em direção ao seu objetivo.

Talvez você precise apenas treinar sua autopercepção para ter mais consciência das suas habilidades e capacidade de usá-las na prática.

3. A linguagem corporal das pessoas confiantes  

como ter auto confiança

Como é a postura física do seu “Eu ideal”? Peito para fora e barriga para dentro em uma atitude de confiança? Ele caminha com firmeza e determinação?

Para saber como ter autoconfiança, uma boa dica é imitar pessoas que transparecem essa confiança.

Um exercício muito útil para desenvolver estados de confiança é a posição de poder. Nesse exercício, você assume por pelo menos 2 minutos a mesma postura física da mulher na imagem acima.

Estenda as pernas, abra e levante os braços e as mãos atrás da cabeça. Olhe para cima e diga para e diga para si mesmo “Sou confiante!”.

É cientificamente comprovado que o cérebro tem dificuldade de se manter deprimido ou temeroso quando você coloca o seu corpo em uma posição de poder.

Por isso, mesmo quando estiver inseguro, levante a cabeça, coloque seus ombros para trás e aja como se fosse confiante de verdade.

Isso é essencial para o desenvolvimento da autoconfiança. Autoconhecimento permite que você diferencie verdadeiramente o que pode ou não pode fazer.

 

Agora que você já sabe como ter autoconfiança, não deixe também que a ansiedade te controle! Aprenda como controlar a ansiedade!