Vício em tecnologia: como a hipnose pode ajudar adultos e crianças

Tempo de leitura: 4 minutos

Rate this post

Atualmente, estar conectado é algo mais do que comum. Até mesmo os aparelhos celulares mais simples têm internet com acesso a redes sociais e internet no geral. Do mesmo modo que isso é uma grande vantagem no dia a dia, o uso excessivo pode gerar vício em tecnologia. Quando chega a esse ponto é necessário procurar ajuda especializada. 

O vício em tecnologia é similar a outros tipos de vícios, inclusive, já foi comparado ao vício em drogas. Isso acontece porque em abstinência o usuário tem sintomas como irritabilidade e ansiedade, assim como acontece com o uso de entorpecentes.

Da mesma forma, a tolerância também é considerada, a cada dose de tecnologia, existe uma necessidade de aumentar o uso. 

Frequentemente as crianças são vistas como as propícias ao vício em tecnologia. Entretanto, os adultos podem se viciar tanto ou até mais. Até porque, a liberdade de uso de um adulto é maior, o que dificulta o diagnóstico. 

Neste artigo vamos mostrar como a hipnose pode ajudar a se ver livre desse vício. Continue a leitura e confira!

Impacto da tecnologia na qualidade de vida

Antes de mais nada, é preciso destacar que o uso em excesso da tecnologia tem impacto negativos na qualidade de vida. Estudos revelam que diversos transtornos podem surgir, como a nomofobia, medo crônico de ficar sem o celular. Ou seja, apenas a ideia de não ter bateria suficiente ou de esquecer o aparelho em casa, geram ansiedade. 

Outras síndromes que podem surgir são:

  • Toque Fantasma: Sensação de que o celular está tocando, ou vibrando, o tempo todo. Mesmo com o aparelho desligado o indivíduo continua ouvindo o seu toque. 
  • Cibercondria: Assim como a hipocondria, a cibercondria faz com que não apenas acredite estar doente. Mas que saia em busca de possíveis sintomas pelos sites, até encontrar algum que esteja sentido. 
  • Prejudica a memória. O famoso efeito Google, consiste em não memorizar informações por saber que vai encontrá-la nos buscadores. 
  • Problemas de postura: Ficar sentado, ou até mesmo em pé, mexendo no celular/computador, prejudica a postura. Com isso, inflamações podem surgir. Além de problemas nas costas, punhos, dedos e até na cabeça. 

Como identificar o vício em tecnologia?

Existem alguns sinais que são fáceis de identificar o vício em tecnologia. A ansiedade é um dos principais. Apenas a ideia de ficar sem telefone, computador, tablet pode ser uma tortura, afinal, como vou me comunicar? Esse é um pensamento comum de quem já está viciado. Da mesma forma, que a irritabilidade também passa a ser frequente. 

Selecionamos alguns sinais para que você possa identificar alguém, ou até mesmo se você, tem vício em tecnologia. 

Multitarefa: Querer fazer tudo ao mesmo tempo e sempre com algum aparelho tecnológico. Assistir TV enquanto conversa pelo celular e comenta nas redes sociais pelo computador é apenas um exemplo. 

Esquecer a vida real: Pessoas viciadas em tecnologia se preocupam mais com o que fazem online, do que na vida real. Com isso, trabalho, amigos, família, vão ficando em segundo plano. 

Falta de vitaminas: A vitamina D, adquirida pela luz do sol, é muito importante para se ter disposição. Ficar horas e horas recluso mexendo em aparelhos eletrônicos prejudicam o corpo e a saúde. Algumas pessoas também deixam de se alimentar direito e perdem outras vitaminas e nutrientes importantes. 

A Hipnose como tratamento 

Primeiramente, antes do tratamento é necessário admitir o vício em tecnologia. Logo depois é o momento de procurar ajuda. Neste caso a hipnose pode ser uma opção. 

O tratamento com hipnose vai trabalhar as questões psicológicas que levam à dependência da tecnologia. Da mesma forma, que trabalha os fatores que causam a depressão, ansiedade e o estresse. 

Durante as sessões o hipnoterapeuta acessa o subconsciente do paciente. Primeiro, o paciente é estimulado a ficar em relaxamento profundo. Ao chegar nesse nível, é possível entender as causas do vício. Seja por ter uma baixa autoestima, medo da vida real, ter a possibilidade de uma vida “perfeita”nas redes, etc. 

Posteriormente, o profissional passa a estimular o seu paciente a ver o mundo real de outra forma. No caso das crianças, mostrando que existe toda uma vida a ser vivida e aproveitada além das telas

Já com os adultos, depois de entender o que causa a dependência, o foco passa em reverter esses motivos. Entendendo que não é possível esquecer a vida real e ficar apenas em um mundo que foi criado em sua cabeça.  A vantagem do tratamento com hipnose é ver os resultados logo nas primeiras sessões. 

A hipnose pode ser utilizada com bons resultados no tratamento de outros tipos vícios. Confira como é usada para tratar o vício em drogas.

Esse artigo foi útil?

Clique na estrela para pontuar!

Média de pontuação / 5. Vote count:

Como tratar víciosPowered by Rock Convert