Atitudes mentais: descubra quais são as mais comuns em uma sessão de hipnose

As atitudes mentais também podem ser chamadas de “posicionamentos mentais” e são comumente parte da rotina da hipnoterapia. Isso porque quando o profissional consegue compreender essas “respostas mentais” dadas pelo cliente, ele consegue compreender o que dá bom resultado e o que não é interessante.

Assim, pode direcionar o tratamento e a abordagem de forma mais eficiente. Em suma, quando o hipnoterapeuta compreende as atitudes mentais do cliente ele é capaz de dar sugestões mais assertivas. 

Afinal, mesmo quem é mais suscetível ao transe pode não aceitar todas as sugestões dadas pelo profissional. E isso acontece durante a sessão. Cada sugestão recebida é automaticamente avaliada pelo cérebro do cliente, que decide se aquilo é interessante para ele ou não. 

Assim, em um mesmo dia, é possível que a pessoa tenha quatro atitudes mentais diferentes, por exemplo. Conheça quais são elas! 

O que é hipnose e o que são sugestões?

A hipnose é definida, pela Associação Americana de Psicologia, como um tratamento capaz de fazer uma pessoa experimentar mudanças de pensamentos, percepções, sensações ou comportamento

O profissional, seja ele um hipnoterapeuta ou mesmo um profissional da saúde, pode ajudar a pessoa a entrar em um estado de relaxamento profundo e a ficar focada apenas no que está acontecendo no momento. 

Nesse meio acontecem as chamadas sugestões hipnóticas. No geral, as sugestões iniciais são de relaxamento e fazem parte do processo de indução hipnótica. Para isso, o hipnoterapeuta orienta o cliente a pensar em experiências agradáveis ou imaginá-las.

Em suma, as sugestões hipnóticas são estímulos lançados pelo hipnoterapeuta e que levarão o cliente a ter uma introspecção na sua imaginação e nos seus pensamentos.

4 atitudes mentais comuns em uma sessão de hipnose

Mente aberta

É quando a pessoa ouve a sugestão, gosta e acredita que vai funcionar para ela. Dentre as atitudes mentais, existentes, essa é aquela que a pessoa escuta a sugestão e a vê como se fosse a solução para o seu problema

Mente fechada

Nesse caso, é o contrário da anterior. O indivíduo ouve a sugestão dada pelo hipnoterapeuta, mas não a recebe bem. Ele não gosta e acha que não é interessante para o seu caso. Essa análise é feita rapidamente pelo cérebro e, claro, quando todas as sugestões são recusadas, o tratamento não progride. 

Sem opinião

A terceira das atitudes mentais possíveis durante uma sessão de hipnose é aquela que a pessoa não consegue identificar se aquilo será útil para ela ou não. Com isso, a recebe com indiferença

Otimismo

É quando a pessoa gosta da sugestão dada e tem esperança que ela dê certo. Assim, está aberta a essa sugestão e, embora não consiga avaliar se realmente ela será útil, a recebe bem. 

Por que é importante entender uma atitude mental?

Por que as atitudes mentais são tão importantes na rotina do hipnoterapeuta? Resumidamente, é possível dizer que quanto mais o profissional as compreende e as desvenda, melhor será o resultado do seu trabalho. 

Afinal, se a pessoa tiver uma atitude mental aberta ou otimista, há grande chance do atendimento surtir bons efeitos. No entanto, quando as atitudes mentais são sempre fechadas ou sem opinião, de nada o tratamento adiantará. Afinal, tudo o que é dito a pessoa não recebe bem.

Sendo assim, a compreensão das atitudes mentais pode funcionar como um guia para o hipnoterapeuta. Lembrando sempre que a decisão de aceitar ou não é praticamente automática. Afinal, é baseada nas crenças e nos valores éticos e morais da pessoa. Dessa forma, caberá ao profissional identificar como o cliente recebe a sugestão e adequá-la de forma que ele as aproveite melhor. 

Para isso, é preciso compreender a pessoa e manter uma boa comunicação terapêutica. Veja dicas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp