Psicologia Positiva: o que é e como aplicá-la na terapia

Tempo de leitura: 4 minutos

Rate this post

A busca pela felicidade é um dos principais motores da vida. Há quem passe boa parte dela procurando pelo o que seja a tal felicidade e realização. Por outro lado, em muitos casos deixa-se de aproveitar o presente em busca de um ideal, que muitas vezes não existe. É aí que entra a Psicologia Positiva para ajudar a entender o que, de fato, é felicidade

Neste artigo, vamos explicar melhor o que é esse conceito e como pode ser aplicado na terapia. Continue lendo e confira!

O que é a Psicologia Positiva?

O conceito da psicologia positiva é recente, uma vez que os estudos dessa teoria são de 1990. Da mesma forma, o número de adeptos cresce a cada ano, principalmente nos últimos anos. Um dos principais nomes a defender-la é o psicólogo americano Martin Seligman, considerado com um dos primeiros a adotar essa prática.

A princípio, a teoria da Psicologia Positiva refere-se ao modo como levamos a vida no cotidiano. Do mesmo modo que os pensamentos negativos são aprendidos, os positivos também podem. A grande diferença é que, quando se tem mais pensamentos positivos que negativos, conseguimos o bem-estar que tanto desejamos. 

Antes da Segunda Guerra Mundial, existiam três pilares para a psicologia:

  • tornar a vida mais realizada;
  • identificar seus talentos e desenvolvê-los;
  • Curar as doenças da mente.

Contudo, por muitos anos, o uso da psicologia se estendeu mais ao tratamento das doenças e deixou de lado os outro dois pilares. 

Posteriormente, a partir dos anos 2000, as pessoas voltaram a buscar a terapia para ajudar no seu bem-estar e realização pessoal. Neste momento é que a Psicologia Positiva passa então a ser aplicada. 

Como a Psicologia Positiva é aplicada em terapias e coaching?

A Psicologia Positiva tem sido cada vez mais aplicada, tanto nas terapias tradicionais, como nas alternativas. 

Assim, psicólogos usam dessa abordagem para ajudar os pacientes a entender melhor os anseios e a maneira de conquistar seus objetivos. Os pacientes passam a entender melhor o que se tem no presente, ao invés de buscar apenas a felicidade no futuro. 

Em seus primeiros estudos, Seligman notou que existiam pessoas pobres, ricas e até doentes que eram felizes. Logo, para se ter felicidade não é necessário bens materiais, mas sim um estado da mente feliz

De acordo com esse precedente, muitos coaches e terapeutas desenvolvem o seu trabalho. (Caso não saiba a diferença entre as duas profissões, veja este artigo!)

Como exercitar a Psicologia Positiva no dia a dia? 

A psicologia positiva pode ser aplicada em todos os campos da vida, seja pessoal, familiar, amorosa e até profissional. 

Por outro lado, para conseguir desenvolver esse conceito em campos diversos da vida, é preciso começar no âmbito pessoal. Para exercitar a prática no dia a dia,  veja a lista abaixo.

  • Invista em você: procure por hobbies que te façam feliz de verdade, independente da opinião alheia;
  • Se recompense a cada conquista, por menor que seja e mesmo que não signifique nada para outras pessoas; 
  • Auto elogie-se. Acredite no seu potencial acima de tudo;
  • Seja grato pelo o que tem. Reconheça a importância de tudo o que você já conquistou; 
  • Cuide da sua saúde física e mental. Procure acompanhamento médico, faça algo que te relaxe, como a meditação, se for o caso. 

Já nos relacionamentos interpressoais, a Psicologia Positiva pode ser adotada por meio das seguintes práticas abaixo.

  • Seja gentil com os outros. Pequenos atos são capazes de demonstrar isso: seja um bilhete, um presente ou até mesmo um abraço; 
  • Identifique os pontos fortes dos outros e elogie-os por isso. Assim, mostre que você se preocupa e sabe reconhecer o esforço do próximo; 
  • Mantenha seus amigos por perto. Nesse sentido, combine encontros e tenha sempre contato com as pessoas que te façam sentir melhor. 

Auto hipnose ajuda nas afirmações positivas

Da mesma forma que o acompanhamento com um terapeuta ou coaching ajuda a exercer a Psicologia Positiva, a auto-hipnose também cumpre esse papel

Já na hipnose tradicional,  o hipnoterapeuta ajuda o paciente a entender quais são os pontos de maior satisfação

Assim, essa se torna é uma opção para aqueles que desejam aplicar a Psicologia Positiva em sua vida. 

Agora que você entendeu melhor o papel da Psicologia Positiva, que tal aprender a prática da auto-hipnose? O curso completo de auto-hipnose é ideal para entender e praticar o potencial transformador da hipnose. Não perca tempo!

Este artigo é baseado em uma aula ministrada ao vivo pela psiquiatra e especialista em psicanálise Sofia Bauer para os alunos dos cursos online do professor Alberto Dell’isola.

Esse artigo foi útil?

Clique na estrela para pontuar!

Média de pontuação / 5. Vote count: