Muito tem se falado em terapia holística. É comum que em casos de estresse, cansaço extremo ou doenças, as pessoas indiquem, umas para as outras, alternativas como, por exemplo, o reiki ou o uso de florais, terapias que não têm evidências científicas, mas que podem funcionar devido ao efeito placebo.

Entretanto, a discussão é grande quando se fala em hipnoterapia. Será que ela é uma terapia holística quando é aplicada em terapias médicas? Veja o que significa o termo holístico e descubra se a hipnose se enquadra nesse grupo de terapias.

O que significa o termo holístico?

O termo holístico é usado desde 1926, e foi criado por Jan Christian Smuts. Ela vem do grego Holos, que significa inteiro ou o todo. Em suma, é possível definir que trata-se do uso de técnicas de diferentes vertentes, que buscam alcançar a cura por completo. 

De uma forma simples, é possível dizer que são tratamentos que não focam no problema apresentado pelo indivíduo. Eles buscam ajudar a encontrar a harmonia de todo o organismo, ou seja, avaliam a globalidade. Como é muito amplo, o termo holístico pode ser usado nas mais diferentes especialidades, inclusive na medicina. Além da convencional, existe a medicina holística.

Resumidamente, a diferença entre elas é que o médico convencional busca melhorar e curar a queixa do paciente, ou seja, trata especificamente a doença. Por outro lado, o médico holístico vai buscar entender o motivo de determinada doença estar sendo desenvolvida. 

Assim, explicando de forma breve, enquanto um foca nos sintomas e no tratamento pontual, o outro busca entender um todo, para trabalhar o que pode estar deixando a pessoa suscetível ao desenvolvimento da doença.

Hipnose é algo holístico? 

Como o termo holístico envolve o conhecimento do todo e a busca pelo bem-estar, acredita-se que todas as terapias ligadas à saúde deveriam ser enquadradas como holísticas. Afinal, é um termo integralizador do ser humano e, nesse caso, a hipnose seria considerada holística.

Entretanto, em português o termo holístico é usado de outra maneira. São chamadas de terapia holística aquelas que não têm evidências de que funcionam. Dessa forma, a hipnoterapia não poderia ser colocada neste grupo. Afinal, o uso da hipnose é comprovado cientificamente por meio de pesquisas, que mostram a sua eficácia. 

Assim, embora a hipnoterapia se preocupe com o todo e busque dar ao indivíduo mais qualidade de vida, ela não pode ser enquadrada como terapia holística por ter comprovação científica. Já as outras terapias consideradas holísticas não têm. Dessa forma, a hipnose não deve ser relacionada a uma terapia alternativa. 

A relação entre a ciência e a hipnose

Alguns autores não consideram a hipnose como uma terapia holística por ela ser comprovada cientificamente. E isso não é recente. Já em 1840, o médico escocês James Esdaile já realizava procedimentos cirúrgicos sem o uso de anestésico, apenas aplicando as técnicas de hipnose.  

Também foi nessa época que o psiquiatra Jean-Martin Charcot passou a tratar pacientes com histeria com a hipnoterapia. Desde aquela época, estudos são feitos para comprovar a ação da hipnose cientificamente. Mas foi em 1997 que a eficácia da hipnose passou a ser complemente aceita cientificamente. 

Naquele ano, o neurologista Pierre Ranville fez com que pessoas voluntárias colocassem a mão na água muito quente. Já o psiquiatra Henry Szechtman provocou alucinação auditiva. Enquanto faziam os testes, os dois realizaram tomografias e identificaram que os estímulos externos passaram a ser ignorados pelo cérebro (neocórtex). Desde então, inúmeras pesquisas vêm sendo realizadas e ajudam a comprovar, cientificamente, a eficácia da hipnoterapia.  

O ponto em comum entre a terapia com a hipnose e as demais terapias holísticas ou alternativas é que o seu principal objetivo é ofertar mais qualidade de vida para a pessoa. Há também a abordagem terapêutica da psicologia chamada de humanismo. Veja o que é isso e como pode ser aplicada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *