Comunicação não-violenta na hipnose: como aplicá-la?

Tempo de leitura: 3 minutos

0
(0)

É possível aplicar a comunicação não-violenta na hipnose? Sim, é! Dependendo do tratamento pelo qual o cliente está sendo submetido, essa técnica de comunicação pode ajudá-lo a encontrar e entender os próprios sentimentos.

Contudo, antes de usar a comunicação não-violenta na hipnose, o profissional deverá avaliar o caso e ver se a pessoa está realmente pronta para mexer em sentimentos mais profundos. 

Saiba mais sobre a técnica e conheça o seu uso na hipnoterapia.  

Comunicação não-violenta na hipnose: conheça os pilares

A técnica consiste em primeiro ouvir e entender, sentir as dores do outro, para depois dar as respostas ou tirar conclusões. Assim, podemos dizer que a aplicação da comunicação não-violenta na hipnose tem como base a empatia. 

O profissional ajudará o cliente e encontrar, dentro de si mesmo sentimentos que fazem com que ele tenha determinadas ações. Para isso, é importante recordar que a comunicação não-violenta na hipnose é baseada na: 

  • observação do fato;
  • sentimento que determinada ação desperta dentro do indivíduo;
  • quais as necessidades que esse sentimento desperta e como elas estimulam a próxima reação;  
  • pedido: como mudar a forma como fala e entende algo, expondo, de uma maneira mais clara, o que sente. 

Como funciona a comunicação não-violenta na hipnose

No mundo atual, é comum que as pessoas falem ou escrevam opiniões sem pensar. Todo mundo acha que está certo e, dessa forma, muitas vezes, é agressivo nas palavras e ofende os outros, sem a menor necessidade.

O problema é que isso acaba por prejudicar o dia a dia. As reações explosivas e falas impensadas prejudicam relacionamentos e fazem com que amizades acabem. Muitas vezes, elas até impedem que a pessoa progrida profissionalmente

Quando é usada a técnica de a comunicação não-violenta na hipnose, o hipnoterapeuta ajuda a pessoa a compreender os seus pensamentos e suas ações. Dessa forma, ela passa a entender o que cada ato gera dentro de si mesma e como o sentimento resultante leva-a a agir de forma impensada, desproporcional ou grosseira.

Orientação ao cliente

Ao compreender o próprio sentimento, é possível orientar o cliente a mudar a maneira como reage, visando sempre melhorar as suas relações sociais, bem como a sua interação no meio corporativo. 

Dessa forma, podemos dizer que com o uso da comunicação não-violenta na hipnose é possível ajudar o cliente a:

    • se expressar com sinceridade, mas de uma forma que não seja julgadora, mas sim descritiva;
    • ajudar a pessoa a desenvolver o sentimento de empatia e a aprender a ouvir o outro;
    • trabalhar o controle da raiva.

 

 

Ao usar comunicação não-violenta na hipnose, o hipnoterapeuta auxilia o indivíduo a ser mais empático com o outro. Assim, a técnica se torna mais uma ferramenta, que ajuda a conectar o sentimento da pessoa, seja ele de frustração, tristeza, desânimo

Com isso, fica mais fácil fazer com que o próprio cliente reconheça as suas necessidades. Dessa forma, ele pode se apropriar mais das suas experiências e encontrar o que falta para a sua vida ser completa. 

Assim, a comunicação não-violenta na hipnose dá um suporte para compreender que além dos sentimentos, a vida tem necessidades. A pessoa consegue compreender o que falta para ela na vida e, dessa forma, o hipnoterapeuta pode ajudá-la a dar outros sentidos aos sentimentos. 

Afinal, a vida frustrante, normalmente, acontece quando as necessidades não estão sendo atendidas. Com isso, é possível dar o auxílio que o cliente precisa para encontrar novas formas de atender a essas necessidades.

Além dessa técnica, há também a hipnose não-verbal. Veja como e quando ela é usada.

Esse artigo foi útil?

Clique na estrela para pontuar!

Média de pontuação 0 / 5. Vote count: 0

No votes so far! Be the first to rate this post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *