O que é EFT e como aplicar essa técnica na terapia e no autocuidado

Tempo de leitura: 4 minutos

Rate this post

Você conhece a EFT? A sigla significa Emotional Freedom Technique e pode ser traduzida como Técnica de Liberação Emocional. É um tipo de terapia que ajuda o paciente a controlar a ansiedade, traumas, entre outros males. 

O mais interessante é que é possível realizar a EFT sozinho. Basta aprender a técnica para conseguir controlar as emoções, sem precisar de ajuda de ninguém.

Por isso, conheça mais sobre ela e descubra como fazer! 

Conheça a EFT

A EFT é uma técnica voltada para a liberação de emoções ruins como angústia, raiva ou medo. Ela consiste em leves batidas em pontos específicos do corpo. Enquanto isso, a pessoa fala sobre o que está a angustiando, na busca do fortalecimento emocional. 

Os pontos para a aplicação dos pequenos tapas são os meridianos de acupuntura. Ao estimular esses pontos, o fluxo de energia pode se mover. Como consequência, a pessoa se sente mais calma e relaxada. 

As sessões podem ser feitas na presença de um terapeuta. Além disso, há a possibilidade de receber orientações sobre a técnica online. No entanto, quem preferir, também pode aprender os pontos e realizar a EFT em si mesmo. 

Cada pessoa vai reagir à técnica de uma maneira. Porém, no geral, já na primeira sessão é possível sentir melhora. 

Os 9 pontos estimulados 

Para atingir o objetivo, são estimulados nove pontos de acupuntura durante as sessões. Veja quais são:

  1. Ponto do karatê;
  2. Ponto entre as sobrancelhas;
  3. Ponto na lateral dos olhos;
  4. Ponto abaixo dos olhos;
  5. Ponto entre nariz e boca;
  6. Ponto entre boca e queixo;
  7. Ponto da clavícula;
  8. Ponto abaixo da axila;
  9. Ponto do topo da cabeça.

Cada um dos pontos é estimulado por um curto tempo até que terminem. Caso a pessoa não se sinta melhor, o mesmo processo é feito até que um resultado positivo seja alcançado. 

Durante todo o procedimento, é preciso verbalizar o que incomoda. Nesse sentido, frases como “eu estou com muita raiva” ou “eu estou muito nervoso” são repetidas, sem parar. 

Para que a EFT é indicada? 

A EFT parte do princípio de que as emoções e pensamentos são as responsáveis por ligar os corpos físicos e energéticos. Se neste circuito algo se encontra em desequilíbrio, tudo é afetado. 

Desta forma, é preciso propor um realinhamento. Dentre as terapias alternativas, como reiki, hipnose e meditação, a EFT é a mais rápida. 

Muitos terapeutas utilizam a EFT antes de hipnotizar um paciente. Dessa forma, a liberação prévia de sentimentos negativos auxilia na agilidade do processo hipnótico.

Todas as alterações de humor, comportamento ou até de sentimentos, podem ser abordados pela técnica. Ela é usada para extrair tudo o que faz mal de dentro da mente da pessoa.

Assim, é interessante para quem sofre com:

  • Crise de ansiedade.
  • Síndrome do pânico;
  • Tristeza e vergonha;
  • Depressão;
  • Insegurança e baixa autoestima;
  • Fobias;
  • Raiva;
  • Ressentimento;
  • Falta de amor-próprio, entre outros. 

Como realizar a técnica em si mesmo

A primeira coisa é identificar o problema a ser abordado pela EFT. É preciso saber exatamente o que deseja, antes de começar o processo. 

Depois disso, fale em voz alta o problema identificado e formule uma ou mais frases curtas com ele. Você vai usá-las para a aplicação da técnica. 

Falando a frase criada, como por exemplo, “eu estou ansioso”, dê tapinhas nos pontos, da seguinte forma:

  1. Comece pelo ponto karatê (na figura abaixo, nº 12);
  2. Sem parar de falar, siga para o acima do interior da sobrancelha (nº 1);
  3. Canto dos olhos (nº 2);
  4. Abaixo do olho (nº 3);
  5. Região entre o lábio e o nariz (nº 4);
  6. Ponto no meio do queixo (nº 5);
  7. Ponto da clavícula (nº 6);
  8. Embaixo do braço (nº 7);
  9. Cabeça (no topo da cabeça)

Do mesmo modo, você pode experimentar os pontos dos dedos: 8, 9, 10 e 11.

Fonte: https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/6/6a/Eft_punkte.jpg

Em cada um desses pontos, dê entre três e cinco tapinhas e migre para o seguinte. Você pode falar a mesma frase ou mudá-la, de acordo com o ponto. Contudo, é importante citar o problema sempre. 

Outra sequência de pontos

Você também pode seguir outra sequência de pontos, como a seguir:

  1. Ponto do karatê (nº 12);
  2. Ponto do topo da cabeça;
  3. Ponto entre as sobrancelhas (nº 1);
  4. Ponto na lateral dos olhos (nº 2);
  5. Ponto abaixo dos olhos (nº 3);
  6. Ponto entre nariz e boca (nº 4);
  7. Ponto entre boca e queixo (nº 5);
  8. Ponto da clavícula (nº 6);
  9. Ponto abaixo da axila (nº 7);

O procedimento é o mesmo. Assim, seja qual for a sequência escolhida, sempre que terminar, pare, respire fundo e refaça. Dessa maneira, proceda do mesmo jeito até se sentir melhor. Quando isso acontecer, faça mais uma rodada completa, dizendo apenas coisas positivas. 

Gostou da EFT? Vai aplicá-la em si mesmo? Se gosta de terapias alternativas, aproveite para conhecer também a hipnoterapia ericksoniana.

Este artigo é baseado em uma aula ministrada ao vivo pela terapeuta Cláudia Lima para os alunos dos cursos online do professor Alberto Dell’isola.

Esse artigo foi útil?

Clique na estrela para pontuar!

Média de pontuação / 5. Vote count: