Psicólogo deve saber hipnotizar? Essa é uma dúvida comum entre os profissionais que, por muitas vezes, desconhecem a aplicabilidade de tal prática. Por isso, é importante conhecer os benefícios que a hipnoterapia pode proporcionar ao paciente durante o tratamento realizado pelo profissional.

A importância é tanta, de adotar essa prática alternativa de tratamento, que ela é aceita pelo Conselho Federal de Psicologia. De acordo com a resolução N.º 013/2000, a hipnoterapia pode ser adotada para auxiliar no trabalho do psicólogo, desde que este possa comprovar capacitação adequada.

Veja porque psicólogo deve saber hipnotizar e quais as vantagens que um profissional capacitado na aplicação de tais técnicas pode oferecer aos seus pacientes.

O que é hipnose?

A hipnose é um procedimento que pode ser feito por um profissional da saúde ou pessoa capacitada e que, de acordo com a Associação Americana de Psicologia, consiste no tratamento baseado em sugestões. Por meio dela, o profissional consegue ajudar o indivíduo a mudar:

No geral, essas sugestões são feitas com o indivíduo em estado de relaxamento profundo. Para que isso seja possível, o hipnoterapeuta sugere que a pessoa pense em algo agradável ou imagine algo que faça bem.

Entretanto, há várias técnicas de hipnose que podem ser usadas para realizar o tratamento. Por isso, o profissional fará uma avaliação do quadro e realizará o procedimento, de acordo com o resultado buscado. E a aplicação dessas técnicas pode ser feita para colaborar com  tratamento de diversos problemas como, por exemplo:

Dessa forma, o psicólogo deve saber hipnotizar para que possa oferecer mais uma alternativa de tratamento, aumentar as possibilidades de sucesso e conquistar resultados positivos mais rapidamente.

4 motivos para um psicólogo aprender hipnose

Reconhecer que a hipnose não é uma terapia

O primeiro motivo é reconhecer que a hipnose não é, de fato, um tipo de terapia. Até acostumamos chamar de hipnoterapia, mas na verdade não é um tipo diferente de terapia.

Chamamos de Hipnoterapia qualquer terapia que utilize hipnose. No entanto, a hipnose pode ser associada a qualquer processo terapêutico.

Hipnose clínica: como funciona?

A hipnose vai agregar muito valor ao seu trabalho. Você que é da psicologia ou até mesmo que não é psicólogo, mas que usa alguma prática ou técnica terapêutica diferente, como PNL e constelações familiares.

Você pode usar os seus conhecimentos na clínica juntamente com a hipnose. Então, é possível você utilizar de uma indução como a indução de Dave Elman para levar alguém ao transe. E, em seguida, utilizar o protocolo que você já utilizaria normalmente.

Seja este protocolo da psicanálise, behaviorismo, humanismo ou sistêmica. Não importa, você pode simplesmente incorporar a hipnose em uma prática que você já está acostumado.

Agora, por que incorporar essa prática? Aí vem o meu segundo motivo!

Acelerando os resultados com a hipnose

Vamos supor que você irá utilizar um protocolo de terapia cognitivo comportamental para tratar alguma fobia. Se você utilizar esse mesmo protocolo com a hipnose, o resultado vai ser bem mais rápido!

Além de aumentar a concentração do seu cliente, a hipnose também eleva a expectativa que seu cliente tem de mudança. 

Posicionamento no mercado

Outro motivo pelo qual todo psicólogo deveria utilizar hipnose é o seu posicionamento no mercado.

Uma terapia qualquer de psicologia, ainda que seja com um excelente terapeuta, vai custar em torno de R$100, cada sessão.

Por outro lado, um terapeuta formado em psicologia, mas que também saiba hipnotizar, o simples fato de aparecer hipnose no processo vai aumentar o valor do seu produto no mercado.

Terapeutas que utilizam hipnose, mesmo aqueles que não fizeram psicologia, costumam cobrar entre R$300,00 e R$2.000,00 por cada sessão.

Uma sessão de Hipnoterapia costuma ser muito mais bem valorizada pelo público do que uma sessão de psicologia.

A hipnose é regulamentada pelos conselhos federais 

Outro motivo pelo qual todo profissional da saúde ou psicólogo deveria utilizar hipnose é o fato de ela ser aceita e regulamentada pelos conselhos federais. Todos eles já reconhecem o uso da hipnose no ambiente clínico.

Por essa razão, a hipnose pode ser utilizada durante o exercício da profissão de psicologia, fisioterapia, odontologia e medicina. Ou seja, você só tem a ganhar estudando hipnose!

Ética na hipnoterapia 

O psicólogo deve saber hipnotizar e tem respaldo do Conselho Federal de Psicologia para isso. Contudo, é importante salientar que há uma preocupação e obrigação quanto à ética. “O uso da Hipnose inclui-se como recurso auxiliar de trabalho do psicólogo, quando se fizer necessário, dentro dos padrões éticos, garantidos a segurança e o bem estar da pessoa atendida”, diz a resolução N.º 013/2000.

Assim, o psicólogo deve saber hipnotizar e ter a devida qualificação. Além disso, deve garantir alguns pontos importantes, que são essenciais na atuação do profissional. Dentre eles, por exemplo:

Por fim, é proibido o uso da hipnose, pelo psicólogo, para realizar demonstrações públicas ou para qualquer prática considerada sensacionalista. Também é proibida tal prática em situações que possam constranger o paciente.

Para tudo isso, é preciso que o profissional seja devidamente capacitado e certificado. Veja como conquistar a certificação.

Quer começar a trabalhar com hipnoterapia? Saiba como aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *