As 3 competências essenciais para ser um bom hipnoterapeuta

Trabalhar na área da saúde, seja ela física ou mental, exige muita disciplina, zelo e atenção. Por isso, antes de atender aos primeiros clientes, o profissional deve ter certeza de que é um bom hipnoterapeuta.

Afinal, as técnicas de hipnose podem ser usadas para os mais diferentes tratamentos como, por exemplo, vícios ou alívio da dor. Seja qual for o caso, para que o profissional consiga obter bons resultados ele precisa estar muito preparado, ou seja, tem que ser um bom hipnoterapeuta,

Mas na prática, o que isso significa? Veja três competências essenciais que todo bom hipnoterapeuta deve ter! 

Como se tornar um hipnoterapeuta?

A hipnose é definida pela American Psychological Association (APA) como um procedimento no qual um profissional trata o cliente por meio de sugestões. Para isso, ele entra em um estado de relaxamento profundo, de forma que se torne mais aberto a aceitar o que lhe é sugerido.

O foco é sempre promover o bem-estar, por meio de mudanças nos pensamentos, sensações, comportamentos e percepções. Atualmente, essa prática é aceita por diversos conselhos de classe, incluindo o Conselho Federal de Medicina

No entanto, para que ela seja aplicada ao paciente, o profissional precisa ser um bom hipnoterapeuta. Para isso, além de estudar, ler artigos científicos e assistir a vídeos, é indicado fazer um curso de hipnose clínica.

Esse passo é importante para que o profissional conheça os detalhes da profissão. Também ajuda a desenvolver o uso das diversas técnicas aplicadas. Sem contar que com um bom curso, o interessado também consegue obter um certificado.  Isso é importante para que possa comprovar que possui conhecimento na área e estudou para ser um bom hipnoterapeuta.

Além disso, é válido ressaltar que para ser um bom hipnoterapeuta a pessoa deve estar em constante estudo e atualização. Afinal, novas descobertas são feitas diariamente e para se tornar um profissional completo é necessário obter conhecimentos na área da psicologia e da neuropsicologia.

3 competências para ser um bom hipnoterapeuta

Como saber se um profissional é ou não um bom hipnoterapeuta? Há pelo menos três competências básicas que ele precisa ter desenvolvido para que consiga atuar de forma satisfatória. Conheça mais sobre elas. 

Rapport

Rapport é o nome dado à técnica de criar uma ligação com outra pessoa. Esse termo é muito usado na psicologia e se refere a se aproximar de outro indivíduo. Para isso, é preciso tanto atrair a outra pessoa para a sua experiência, quanto conseguir se colocar no “mundo” em que ela vive. 

Dessa forma, é essencial desenvolver a empatia. Afinal, um bom hipnoterapeuta precisa ouvir e compreender as dores do cliente e isso é possível quando a pessoa é empática. Também é necessário conseguir desenvolver uma conversa agradável, que transmita confiança e aproxime o paciente.

Tanto o fato de a pessoa conseguir se colocar no lugar do outro e de compreender o que ele sente, quanto de trazê-lo para perto são características que um bom hipnoterapeuta precisa ter. Por isso, a primeira competência a ser destacada é o rapport.

Dominar as induções e os fenômenos hipnóticos

Para que a hipnoterapia surta o efeito desejado, o cliente precisa estar aberto a ela. Por isso, já na indução hipnótica o profissional deve estar pronto para aumentar a confiança do paciente no tratamento. 

Assim, um bom hipnoterapeuta deve ter uma boa abordagem no pré-talk, estar preparado para realizar uma anamnese adequada e para trabalhar as técnicas de induções hipnóticas. Além disso, ao saber as técnicas que levam ao fenômeno hipnótico, o hipnoterapeuta consegue aproximar o paciente do tratamento. Com isso, tende a conquistar melhores resultados

Dominar as técnicas psicoterapêuticas

Por fim, um bom hipnoterapeuta precisa dominar as diferentes técnicas e abordagens que podem ser usadas durante o tratamento. Para isso, além de realizar os cursos iniciais, que o prepararão para a atuação, se faz necessário se manter em constante atualização e aprimoramento.

Seja qual for a área de atuação, o profissional da saúde tem muito a melhorar em seu atendimento ao se tornar um bom hipnoterapeuta. É o caso, por exemplo, dos médicos. Conheça cinco vantagens da hipnose na medicina e descubra porque esse profissional deve aprender hipnose.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp