O que é o pré-talk e como usá-lo para hipnotizar melhor

Tempo de leitura: 6 minutos

5 (100%) 2 vote[s]

Há pessoas que acreditam na hipnose e sabem que ela pode ajudar em um tratamento. Porém, muitas delas têm medo! Nesse sentido, o receio de perder a consciência, de se esquecer de algo ou tantos outros mitos que envolvem a hipnose, acaba prejudicando. Se todas as dúvidas não forem sanadas, o trabalho do hipnoterapeuta será dificultado. É por isso que o pré-talk é tão importante.

O pré-talk é aquela conversa inicial serve para deixar a pessoa mais confiante em relação ao tratamento. Além disso, permite que ela sane dúvidas e se sinta mais confortável no ambiente, o que é muito importante que o sucesso da hipnoterapia. 

Dessa forma, o pré-talk merece toda a atenção e precisa ser muito bem realizado. Conheça mais sobre essa etapa do atendimento ao cliente! Continue a leitura!

O que é pré-talk?

Quando você vai ao médico e tem uma consulta completa, ele primeiramente conversa com você. Sabe o seu histórico, o que sente e o motivo de tê-lo procurado. Algo semelhante é feito no pré-talk. O hipnoterapeuta ouve o cliente, escuta as suas dúvidas e anseios.

Ao mesmo tempo, esse momento serve para explicar melhor o procedimento que será realizado, bem como sanar dúvidas. Assim, podemos dizer que pré-talk é uma fase de ajustes entre o hipnoterapêuta e o cliente. De um lado, a pessoa pode questionar tudo o que será feito e relatar os seus receios. De outro, o profissional pode aproveitar para esclarecer todo o processo e explanar sobre as melhorias que a hipnose poderá oferecer como resultado. 

Em suma, o pré-talk é um momento de conversa que deve anteceder o tratamento. Ele é realizado no primeiro encontro entre cliente e profissional e tem duração variada. Em alguns casos, a pessoa já é bem esclarecida sobre o tema ou até já se submeteu à hipnose. Assim, chega para o atendimento com menos dúvida. Em outros, o indivíduo está procurando o tratamento pela primeira vez e tem receios. Dessa forma, precisa conversar por mais tempo, para que deixe o local seguro do que quer. 

Como criar autoridade? 

Para fazer o pré-talk, você precisa estabelecer a sua autoridade. É necessário convencer a pessoa de que você é capaz de ajudá-la a melhorar a qualidade de vida dela. 

Se você for a um evento sobre a hipnose, tudo bem. Afinal, as pessoas já têm conhecimento sobre a temática. Porém, se o local for outro e se as pessoas não acreditarem em hipnose, elas vão duvidar do seu trabalho. É preciso criar autoridade.

Dessa forma, é importante que você use de meios para criar autoridade em contextos desfavoráveis. Veja algumas atitudes que você pode ter com essa finalidade:

  1. enfatize que vários dos fenômenos da hipnose já foram explicados pela ciência;
  2. mostre a elas que até mesmo Freud, o pai da psicanálise, usava a hipnose em tratamentos;
  3. relate casos nos quais a hipnose foi usada em paralelo com a medicina e obteve bons resultados;
  4. dê acesso a artigos ou relatos de pessoas que já se submeteram à hipnose para tratamento;
  5. hipnotize alguém em frente a dessas pessoas. Provavelmente, alguma delas vão se impressionar e vão querer participar do processo;
  6. Nas ruas, utilize um banner ou cavalete escrito “hipnose grátis – experimente aqui”.

Dicas sobre como fazer um pré-talk de qualidade

Agora que você já sabe o que é pré-talk e entende o quão importante ele é, precisa saber como aproveitar esse momento. Afinal, esses minutos servirão para você mostrar a importância do seu trabalho e convencer a pessoa de que ela poderá se beneficiar. Por isso, precisa ser compreendido. Veja algumas dicas para não errar! 

Esteja pronto para ouvir

Primeiramente, é importante que você se prepare para escutar o que o cliente tem a dizer. Nessa conversa inicial, ele vai relatar o que busca e também os seus receios. Por isso, saber escutar é necessário para que você faça desse encontro algo positivo. Ouça e perceba quais são as dúvidas e o que está deixando o cliente inseguro. 

Seja paciente

Responda a todos os questionamentos feitos com paciência e tranquilidade. Muitas vezes, a pessoa possui dúvidas muito básicas e você deverá saná-las. Além disso, esteja preparado para ouvir relatos e histórias que a pessoa escutou. Ela vai querer saber de tudo, para que possa se sentir segura em ser hipnotizada. Esteja pronto para transmitir a segurança que ela busca. 

Tenha cuidado com as palavras usadas

Há muitos termos que são usados por hipnoterapeutas e que podem não ser compreendidos por clientes. Uma linguagem técnica pode ser a ideal para conversar com colegas ou ministrar palestras para profissionais da área. Contudo, em um pré-talk, ela não é indicada. 

Afinal, se a pessoa procurar o hipnoterapeuta e não compreender o que ele explicou, sairá do local com mais dúvidas do que quando chegou. As chances de ela voltar para o tratamento são mínimas. Dessa forma, tenha cuidado ao falar. Use palavras simples e, sempre que notar que a  pessoa não entendeu algo, repita. Explique a mesma coisa de outra  forma, até que ela compreenda. 

Desmistifique a hipnose

Aproveite o momento para explanar sobre a hipnose e desmistificá-la. Você pode, por exemplo, começar perguntando: “Você sabe o que é hipnose? Você já ouviu falar em hipnose?”.

Nesse momento, a pessoa vai tentar explicar. E essa explicação pode possuir vários mitos. Aproveite para esclarecer todos eles.

Para facilitar essa conversa, você pode explanar sobre alguns exemplos de transe naturalístico, de acordo com hipnose Ericksoniana. Mostre que a hipnose acontece o tempo todo com todos nós. Por exemplo:

  • você está lendo um livro, e se surpreende ao já ter terminado o livro. Você nem percebeu que o tempo estava passando;
  • você estava assistindo um filme que durou 3 horas. Mas estava tão envolvido na trama, que você teve a impressão que durou apenas alguns minutos;
  • você estava dirigindo a um evento, mas percebeu que, sozinho, você passou a levar o carro em direção ao trabalho.

Quando você dá exemplo envolvendo o transe natural, que acontece o tempo todo, a pessoa se sente mais segura em relação à hipnose. Tente! 

Na sequência, siga desmistificando a hipnose. Você pode, por exemplo, abordar os pontos mais cruciais e conte, brevemente, a história da hipnose.

Além disso, é possível dizer que, durante a hipnose, o cliente não terá uma perda de controle. Não irá fazer nada que não queira realmente fazer. Nem irá ficar preso na hipnose ou contar nenhum segredo que não queira. Deixe claro que ninguém perde o controle.

As outras fases da hipnose

Além do pré-talk, o atendimento deverá seguir para as outras fases. Dentre elas a anamnese, introdução hipnótica e sugestões. Cada uma delas é essencial para que o cliente saia satisfeito e o objetivo seja alcançado. 

Conheça mais sobre cada uma dessas fases da hipnose e veja como proceder! Até a próxima!

Esse artigo foi útil?

Clique na estrela para pontuar!

Média de pontuação / 5. Vote count: