Como combater o esgotamento e o cansaço mental com auto-hipnose

Tempo de leitura: 5 minutos

1
(1)

Não só o cansaço físico é motivo de queixa entre as pessoas no cotidiano. O cansaço mental, por exemplo, pode afetar indivíduos de diversas idades, começando já na adolescência. Nessa fase, é comum que além das alterações hormonais, as pessoas intensifiquem os estudos e fiquem mais nervosas, por causa do vestibular ou prova do Enem. 

Já na fase adulta, o trabalho, as obrigações familiares e o constante estudo podem levar o indivíduo ao cansaço mental. A rotina é intensa e quanto mais cobrança, mais fácil chegar ao desequilíbrio.

É por isso que é preciso encontrar maneiras de controlar a estafa e estar pronto para a rotina. Veja dicas de como combater o cansaço mensal! 

O que é cansaço mental?

O cansaço mental é uma sensação de estafa, que pode vir junto com dificuldade de raciocínio e concentração. Quando a pessoa chega a esse ponto, ela pode comprometer o rendimento nos estudos e no trabalho. Isso sem contar que acaba atrapalhando até mesmo o convívio em sociedade, ou seja, também prejudica a vida pessoal.

Com o tempo, quando essa situação não é controlada, a pessoa pode desenvolver outros problemas de saúde. Dentre eles, por exemplo: 

  • hipertensão;
  • fobias;
  • ansiedade;
  • problemas cardíacos e gastrite. 

Quais as causas e sinais mais comuns?

Muitas vezes, as pressões psicológicas acabam refletindo no corpo. Por isso, é comum as pessoas que estão sofrendo com o cansaço mental também apresentarem sinais físicos. Isso acontece porque o excesso de funções ou de carga estressante na vida do indivíduo acaba resultando em desgastes metabólicos

Por isso, é preciso sempre procurar por técnicas de relaxamento e por mudanças que resultem em qualidade de vida. Pequenos ajustes no dia a dia, como a simples mudança de postura, podem ajudar a aliviar ou mesmo evitar o cansaço mental. 

Uma pessoa que está acumulando esse cansaço mental no decorrer do seu dia pode apresentar diversos sintomas como, por exemplo:

    • irritabilidade;
    • chorar com frequência e, às vezes, sem motivo;
    • apresentar falta de memória;
    • ter episódios de insônia;
    • desânimo, tristeza, angústia;
    • taquicardia;
    • azia, dificuldade de digestão;
    • diminuição do desejo sexual;

 

  • dificuldade de concentração e de assimilar leitura.

 

Dicas para combater o esgotamento e o cansaço mental

Alterações na rotina de vida são importantes para quem quer evitar o cansaço mental. Confira algumas dicas e coloque-as em prática! 

Ter e aproveitar os momentos de lazer

Trabalhar é preciso, mas descansar a mente também. Esteja você atuando em home office ou in loco, é necessário ter tempo para se distrair e pensar em coisas que não sejam trabalho ou problemas. Isso não quer dizer, necessariamente, que você precise ir para a rua.

Dentro da sua própria casa é possível encontrar atividades prazerosas, que ajudem a descansar a mente e relaxar. Dentre elas, por exemplo:

    • cuidar das plantas;

 

  • começar a plantação de uma horta;

 

  • brincar com os animais de estimação;
  • cozinhar para os amigos e familiares;
  • conversar com as pessoas queridas por telefone ou app de mensagem;
  • maratonar uma nova série;
  • ler um livro;
  • começar a aprender artesanato.

Encontre uma atividade que seja relaxante e prazerosa. Isso vai ajudar você a se distrair e evitar os pensamentos sobre problemas diários.

Cultive o bom humor

Comece o dia sorrindo! É cientificamente comprovado que o sorriso induz a produção de endorfina no organismo. Esse é um neurotransmissor que atua nos estados de humor e ajuda a liberar as tensões e relaxar. Por isso, o sorriso é sempre um bom aliado de quem quer ter um dia produtivo, mas sem perder a saúde mental. 

Não faça várias tarefas ao mesmo tempo

Uma coisa de cada vez! Assim deve ser o dia de quem não quer sofrer com as consequências do cansaço mental. Afinal, de nada adianta você tentar acumular diversas tarefas e, depois disso, acabar doente. 

É preciso organizar o seu tempo, ter um horário para cada atividade e só se comprometer com o que dá tempo de fazer. Aprenda a falar “não” quando notar que não tem tempo para fazer ou cumprir algo, sem que fique estafado.

Defina prioridades 

Organização e limite de atividades também requer ter ciência de quais são as suas prioridades. Essa é uma maneira de começar a organizar as atividades do dia a dia com mais eficiência. Gaste uns cinco minutos para definir o que há de mais importante. Depois disso, resolva um problema por vez, de modo que as prioridades sejam as primeiras a serem trabalhadas. 

Separe a casa do trabalho

Quem atua em home office pode ter um pouco mais de dificuldade em fazer isso. Afinal, o trabalho é em casa e isolar as duas coisas pode ser um desafio maior. Contudo, é preciso separar, de uma forma ou de outra, para que o acúmulo de problemas e de funções não sobrecarregue a mente. 

Tenha um horário de trabalho bem definido e resolva o que é laboral naquele tempo. Depois disso, deixe os problemas profissionais para o dia seguinte. Isso é essencial para evitar o cansaço mental e a estafa! 

Pratique a auto-hipnose

Mesmo com todas essas mudanças, é possível que relaxar a mente ainda seja um desafio para você. Por isso, aliadas a elas é indicado que você pratique a auto-hipnose. Dessa forma, conseguirá controlar os sentimentos, focar nas tarefas e relaxar a mente.

Tudo isso, sozinho, sem necessariamente precisar de uma sessão de hipnoterapia com a ajuda de um profissional. A auto-hipnose pode ser realizada em qualquer ambiente calmo, no qual você consiga se parar por alguns minutos, sem ser interrompido. 

Ela também pode ser usada para evitar o cansaço físico. Você também sofre com isso? Então confira dicas para evitar a fadiga

Esse artigo foi útil?

Clique na estrela para pontuar!

Média de pontuação 1 / 5. Vote count: 1

No votes so far! Be the first to rate this post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *