Ciclo do sono: descubra as fases e o porquê de cultivar uma boa rotina

Uma noite bem dormida pode ajudar a revigorar e a preparar o corpo e a mente para o próximo dia. Esse período de descanso essencial para todos é dividido em etapas, que juntas formam o que é chamado de ciclo do sono

Para que a pessoa percorra todo esse ciclo ela passa por quatro fases do sono. Cada uma delas tem sua profundidade e importância. Conheça mais sobre elas, veja quantas horas você deve dormir por dia e descubra porque ter uma rotina de sono é necessária.

Os ciclos do sono

Quando a pessoa fecha os olhos e começa a dormir ela entra em um estágio de lentidão cerebral, que dura entre 10 minutos e meia hora. Depois disso, o ciclo do sono se repete e pode durar entre 90 e 120 minutos. 

Dessa forma, uma pessoa que dorme 8 horas por dia, por exemplo, pode ter de até sete ciclos do sono. Esses ciclos podem ser divididos em duas grandes fases do sono: Rapid Eye Movement (REM) e não-REM. Essas podem ser divididas em etapas, da seguinte forma:

  • Etapa 1: sono leve: dura cerca de 10 minutos e basta um simples som para que a pessoa se acorde;
  • Etapa 2: sono leve com duração aproximada de 20 minutos. A pessoa já está dormindo, com o corpo relaxado, mas acorda com facilidade com qualquer barulho;
  • Etapa 3: sono profundo, no qual é mais difícil acordar com ruídos. É o momento no qual o corpo tenta se recuperar de tudo o que passou durante o dia e os músculos ficam relaxados. A mente se “desliga”; 
  • Etapa 4: sono REM – Rapid Eye Movement (Movimento Rápido dos Olhos), que dura entre 10 e 30 minutos (aumenta durante a noite, a cada ciclo). É nela que acontecem os sonhos e, por isso, a atividade cerebral é intensa.  

O que é paralisia do sono?

A paralisia do sono acontece quando o cérebro já está despertado, mas os músculos seguem “dormindo”, ou seja, a pessoa está alerta e não consegue se mover. Mesmo assim, ela tem consciência de tudo o que acontece em seu redor. 

No geral, isso acontece na fase mais leve do sono (REM), na qual o cérebro está muito ativo, embora o corpo esteja relaxado. 

Há uma maior incidência desse tipo de episódio em pessoas com distúrbios psiquiátricos. No entanto, pode acometer qualquer indivíduo.

No geral, a paralisia do sono dura aproximadamente 4 minutos e não deixa nenhuma sequela. Contudo, é angustiante e, por isso, pode parecer durar mais tempo. Algumas pessoas conseguem abrir os olhos, enquanto outras nem isso podem. 

A importância de manter uma rotina de sono

O tempo necessário de sono diário varia muito, de acordo com a idade. Enquanto um recém-nascido pode chegar a dormir 17 horas por dia, um adulto está pronto para mais um dia com apenas 7 a 8 hora de sono. A média de horas por noite, que as pessoas precisam dormir, giram em torno de:

  • 0 a 3 meses: 14 a 17 horas;
  • 4 a 11 meses: 12 a 15 horas por dia;
  • 1 a  2 anos: 11 a 14 horas por dia;
  • 3 a 5 anos: 10 a 13 horas por dia;
  • 6 a 13 anos: 9 a 11 horas por dia;
  • 14 a 17 anos: 8 a 10 horas por dia;
  • 18 a 65 anos: 7 a 9 horas por dia;
  • a partir de 65 anos: 7 a 8 horas por dia.

Ter esse tempo de descanso, seguindo o ciclo do sono, é essencial para permitir que a mente relaxe que o organismo se organize e faça as reparações necessárias. Assim, dentre os benefícios de manter a rotina de sono podemos citar que ela:

  • evita doenças;
  • fortalece o sistema imunológico; 
  • evita quadros de desânimo, depressão e ansiedade, pois equilibra a mente;  
  • melhora a memória;
  • aumenta a produtividade;
  • melhora o humor;
  • evita a fadiga;
  • aumenta o desempenho físico.

Por isso, é preciso manter uma boa rotina de sono e dormir tranquilamente todas as noites. No entanto, o estresse e a rotina agitada podem fazer com que a pessoa tenha dificuldade em completar o ciclo do sono. Algumas vezes, acorda nas primeiras fases e não consegue voltar a dormir. 

Por isso, é preciso procurar maneiras de driblar a insônia e ter noites mais reparadoras. Além de ter hábitos saudáveis, a hipnoterapia pode ser usada para acalmar a mente e dormir melhor. Veja como funciona neste outro artigo aqui do blog! E se você tem alguma dúvida sobre o assunto, utilize o campo dos comentários. Até a próxima! 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp