Mundo pós-pandemia: os impactos na mente e no comportamento do consumidor

Tempo de leitura: 4 minutos

5
(1)

A crise mundial, resultante da pandemia do coronavírus, fez com que a sociedade realizasse diversas e bruscas mudanças. A maneira de se comunicar, o afastamento social e até a forma de trabalhar foram alteradas. Isso impactou todos os aspectos da vida, inclusive os referentes ao comportamento do consumidor

Em meio à pandemia, ir a uma loja e provar uma roupa, por exemplo, já não é mais uma possibilidade, devido ao risco de infecção. Fazer compras em um supermercado também se tornou um momento que inspira cuidados, visto que é um lugar onde muita gente transita e os riscos de alguém estar infectado e transmitindo a doença, sem saber, é grande.

Tudo isso fez com que o comportamento do consumidor fosse alterado e que as pessoas se organizassem. Dentre as mudanças, está o hábito de comprar online e também a maior busca pela identificação com a empresa. Muitos desses novos hábitos devem ser mantidos no mundo pós-pandemia! Você está preparado (a)? Saiba mais a seguir!

O que mudou durante a pandemia?

Muito além das alterações imediatas, a pandemia do coronavírus deve provocar impactos de longo prazo no comportamento do consumidor. Veja algumas alterações trazidas por esse período conturbado. 

Juntos somos mais fortes

Você depende da pessoa ao lado para não pegar o coronavírus e ela depende de você. Se todos agirem juntos, usando máscaras e mantendo o distanciamento social, sempre que possível, a transmissão viral pode ser controlada.

Isso fez com que a sociedade notasse como fica mais forte, se trabalhar junta, e o quão importante a união é. Os valores sofreram alterações. 

Menos é mais

Será que realmente é preciso ter 50 pares de sapato no armário? Essa pandemia também fez as pessoas pensarem os seus hábitos de consumo.

Parte disso pode ter sido impulsionado pela dificuldade financeira, sentida por populações de todo o mundo. Contudo, o fato de precisarem ficar em casa e notarem a quantidade de objetos que não poderiam ser usados, também pode ter levado o ser humano a repensar.

Tudo isso ainda envolvido em uma realidade na qual enquanto um acumulava itens desnecessários, o vizinho não tinha dinheiro para comprar um pão para alimentar o filho. Consumir, apenas pelo prazer de consumir, já é um ato que está sendo revisto por boa parte da sociedade. O impacto ambiental do consumo desenfreado, bem como o impacto social passaram a ser considerados.

A casa não é mais a mesma

Boa parte das pessoas chegava em casa apenas para se alimentar, tomar banho e dormir. A rotina de trabalho levava muitos a ficarem ausentes por um longo período.

Contudo, devido à pandemia, a importância desse espaço mudou. Agora, as pessoas entenderem que a casa é o lugar de passar muito tempo e precisa estar adaptada à moradia e ao trabalho. 

Não é fácil para ninguém

Claro que, em meio à pandemia, as pessoas com menor poder aquisitivo sofreram muito mais. Contudo, esse período fez com que todos, independentemente das condições financeiras, assumissem a sua vulnerabilidade

As dificuldades passaram a ser explanadas e a busca pelo conforto cresceu. Isso deve impactar também no comportamento do consumidor e na relação com as marcas. 

Como será o comportamento do consumidor daqui para frente?

Afinal, como tudo isso vai impactar no comportamento do consumidor? A primeira coisa que as marcas precisam considerar é que ofertas e bons serviços poderão já não ser suficientes. As pessoas tendem a querer se identificar com os valores da da marca. Será que ela pensa no coletivo? No impacto ambiental? 

Os valores humanos e o pensamento quanto à coletividade devem passar a ser levados em consideração durante a decisão de compra. Dessa forma, quanto mais a marca atingir o emocional, maiores são as chances de sucesso.

Sem contar que empresas focadas em trabalhar com ações que visem a coletividade também deverão ganhar uns pontos com os clientes. Entre aquela indústria têxtil que apoia a luta pelo diagnóstico precoce do câncer de mama, por exemplo, e uma que não se envolve com nada, as pessoas tenderão a optar por quem deixa claro os seus valores e sua posição social. 

Outro ponto importante é quanto ao impacto ambiental. A pandemia fez com que muitos refletissem a sua interação com o meio e, dessa forma, a mente do consumidor tende a preferir marcas que se preocupam com isso também.

Para um consumidor do mundo pós-pandemia, as marcas precisam estar preparadas para oferecer uma imagem e valores que se encaixem com o que as pessoas procuram. A sua está pronta para isso?

Veja dicas para buscar por ações e aproveitar a disponibilidade mental dos clientes. Entenda como a memória do consumidor é marcada!

Esse artigo foi útil?

Clique na estrela para pontuar!

Média de pontuação 5 / 5. Vote count: 1

No votes so far! Be the first to rate this post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *