Gatilhos mentais: como eles facilitam o processo de persuasão

Tempo de leitura: 4 minutos

4.5
(2)

Será que todas as decisões que você toma em sua vida são feitas de maneira racional? A resposta é não! Há muitas coisas que são feitas de forma “automática” e podem ser ativadas por meio dos chamados gatilhos mentais

Quando esses gatilhos são conhecidos e identificados, eles podem ser usados para guiar a mente de uma forma que é possível, por exemplo, aumentar o processo de persuasão. Ou seja, o fato de influenciar e convencer outras pessoas. Achou interessante? Então, siga a leitura e conheça mais sobre os gatilhos mentais! 

O que são gatilhos mentais?

Vamos a um exemplo prático para refletir. Se você precisasse parar e pensar todas as vezes que fosse beber água ou ir ao supermercado comprar arroz, por exemplo, o cérebro ficaria muito esgotado e praticamente não teria tempo de desempenhar todas as suas funções. É por isso que, para ele, é importante existir ações que sejam feitas de maneira “automática”. 

É como se o cérebro tivesse as suas próprias diretrizes e, com base nelas, toma as decisões sem que seja necessário refletir sobre elas. Para isso, ele armazena informações no inconsciente, que são usadas para essa tomada de decisão. 

Os sinais que fazem com que o cérebro ative essas informações armazenadas e aja de forma automatizada são chamados de gatilhos mentais

Quando esses gatilhos são conhecidos e aplicados de forma eficiente, é possível, por exemplo, conseguir motivar e engajar pessoas. Assim, elas tenderão a agir conforme foram ativadas por meio do gatilho usado. 

Como aplicar os gatilhos mentais de influência?

Os gatilhos mentais podem ser usados tanto para melhorar as vendas de um negócio, quanto para convencer um grupo a tomar uma decisão. A seguir, veja como os gatilhos mentais de influência podem ser usados e conheça 3 deles com mais detalhes. 

Gatilhos mentais da escassez

Se alguma coisa vai acabar, todo mundo vai querer. Esse é o gatilho mental de escassez, que pode ser usado em diferentes momentos. Afinal, quem resiste a uma frase como “última semana de apresentações da peça” ou “essa promoção só dura até o próximo domingo. É a sua última chance!”.

Essa sensação de que algo vai acabar é uma maneira de ativar o gatilho mental de escassez e levar a pessoa a fazer aquilo que você deseja. 

Para isso, é usual limitar quantidade ou dar prazos para algo. É por isso que, no mundo comercial, são frequentemente usadas frase como:

 

  • Aproveite que é só hoje!;
  • O estoque é limitado!;
  • O desconto durará apenas 1 hora!.

 

Gatilhos mentais da reciprocidade

É cultural retribuir algo que recebeu. Se ganhou um presente, você pode retribuir com outro, por exemplo. É por isso que o gatilho mental de reciprocidade costuma ter bons resultados. Se você quer levar alguém a fazer algo, comece oferecendo algo a ela.

Por exemplo, se o professor quer que a turma se envolva com um trabalho de pesquisa, comece oferecendo algo que eles querem, como uma aula ao ar livre, por exemplo. Os alunos entenderão que o professor “é legal” e naturalmente tenderão a colaborar mais com o projeto de pesquisa que ele propõe. 

Gatilhos mentais de autoridade

Quantas vezes você já comprou um produto porque um influencer da internet ou um médico indicou? A indicação nem foi para você especificamente, mas o fato de alguém com autoridade no assunto falar sobre ele fez com que você acreditasse no item. Esse é o gatilho mental de autoridade. 

O cérebro humano entende que a pessoa que está mostrando ou sugerindo uma ação é confiável e o segue, “sem raciocinar”. Para usar isso, deve mostrar ao grupo que você quer persuadir dados estatísticos ou depoimentos de especialistas no tema. Assim, automaticamente, o cérebro das pessoas determinará que aquilo é seguro e deve ser seguido.

Aprender a usar os gatilhos mentais é importante para melhorar o poder de persuasão e influência. Isso influencia positivamente o convívio social e a vida profissional de um indivíduo. Afinal, pessoas com essas características têm maior habilidade para a liderança, para vendas e até para o crescimento na carreira. 

O bom é que isso pode ser desenvolvido por meio da hipnose social. Saiba como ela funciona.

Esse artigo foi útil?

Clique na estrela para pontuar!

Média de pontuação 4.5 / 5. Vote count: 2

No votes so far! Be the first to rate this post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *