Separação: como lidar com um rompimento afetivo de maneira saudável

Tempo de leitura: 4 minutos

4.5
(2)

Você já terminou um relacionamento ou uma amizade? Já brigou com alguém que ama e precisou recomeçar a vida longe dessa pessoa? Em todos esses casos, há o processo de separação, que pode ser desafiador. 

Deixar o outro, seja por uma briga ou pela distância, costuma ser doloroso e pode envolver uma série de sentimentos. Se a pessoa deixar essas sensações tomarem conta da sua vida, poderá desenvolver transtornos e até adoecer.

Por isso, quando a separação for inevitável, é preciso trabalhar a mente para que esse rompimento seja processado de forma saudável. Veja algumas dicas de como fazer isso e descubra como a hipnose pode ajudar nesse processo.

Os sentimentos envolvidos em um processo de separação 

Seja o rompimento de uma amizade ou o término de um casamento, o processo de separação nunca é simples e envolve diversos sentimentos. Afinal, já houve afeto, apego e cumplicidade entre as pessoas e quando isso termina, os dois lados costumam sofrer. 

Às vezes, durante a relação havia também um sensação de dependência entre as partes. Tudo isso, leva a sentimentos comuns desse processo como, por exemplo:

  • culpa: por ter deixado a relação acabar ou por ter feito algo que magoou o outro;
  • frustração: por ter sonhado com uma amizade duradoura ou por ter feito planos para envelhecer ao lado da pessoa amada e não ter conseguido;
  • mágoa: resultante de um conflito ou do próprio término e distanciamento;
  • tristeza: pela ausência do amigo, familiar ou cônjuge.

Por isso, quando uma separação acontece e resulta em feridas emocionais ou traumas, é importante procurar por ajuda, para resolver esses conflitos interiores. Afinal, nem sempre é fácil curar todas as feridas sozinho.

Além disso, quando essas emoções não são estabilizadas e trabalhadas, as pessoas que lidam com a separação podem desenvolver sinais físicos ou emocionais como, por exemplo:

  • úlcera;
  • hipertensão;
  • alergias;
  • irritabilidade;
  • ansiedade;
  • agressividade;
  • nervosismo e depressão.

6 maneiras de lidar com um rompimento afetivo

Se você está passando por um momento de rompimento, seja de amizade, familiar, de um relacionamento ou até distanciamento das pessoas por causa de mudança, precisa aprender a lidar melhor com a separação. Veja algumas dicas do que fazer. 

Externalize o sofrimento 

O sofrimento é natural e é preciso permitir externalizá-lo. No início, chore e coloque tudo o que sente para fora. Essa é uma maneira de aceitar a dor da separação e começar a revertê-la.

Procure por amigos

Ficar trancado em casa não ajuda em nada. Depois de externalizar o sofrimento, é hora de retomar a sua vida. Para isso, procure por amigos. 

Saia, converse, desabafe e tente recomeçar. Mesmo que não esteja muito animado, se esforce e interaja. Isso ajudará a trabalhar a dor. 

Evite contato para não alimentar falsas esperanças

De nada adianta entrar nas redes sociais do outro para saber como ele está. O ideal é procurar se afastar, pois ao tentar descobrir como o outro está lidando com a situação, você pode alimentar falsas esperanças. Com isso, a dor só aumenta. 

Escreva o que você está sentindo

Não quer desabafar com ninguém nem falar sobre as suas intimidades para outra pessoa? Então escreva tudo o que sente. Isso ajudará a colocar para fora a dor da separação e a diminuir a sensação de angústia

Desenvolva uma nova rotina

Ir aos mesmos lugares que iria antes da separação pode trazer lembranças e deixar o processo mais doloroso. Por isso, é indicado que uma nova rotina de vida seja construída. 

Mude de restaurante, vá a uma loja diferente e altere os horários da academia, se assim for preciso. Tudo o que for novo poderá ajudar nesse processo.

Faça hipnoterapia

Não há uma regra que determine o tempo que leva para a pessoa se recuperar de uma separação. Enquanto alguns estão bem após um mês, outros sofrem por um ano. No entanto, quando a dor é tanta que começa a prejudicar a vida pessoal e profissional, é preciso procurar ajuda. A hipnoterapia pode ajudar, por exemplo, a:

  • controlar os sentimentos;
  • conquistar pensamentos positivos;
  • desenvolver o autoconhecimento e o amor próprio;
  • trabalhar a dor da perda da separação ou ressignificar o rompimento;
  • diminuir o estresse;
  • controlar o sentimento de frustração e culpa.

Para isso, é possível tanto procurar um hipnoterapeuta, quanto aprender a auto-hipnose. No segundo caso, você usar a técnica sempre que precisar ou que se sentir angustiado. 

A hipnose também pode ajudar enquanto o relacionamento ainda existe, com o intuito de resolver problemas de relacionamento. Se você sente que a separação é apenas provisória e que existe uma maneira de retomar o relacionamento, leia este outro artigo aqui do blog! 

Esse artigo foi útil?

Clique na estrela para pontuar!

Média de pontuação 4.5 / 5. Vote count: 2

No votes so far! Be the first to rate this post.

Hackeando realidadesPowered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *