Você é daquelas pessoas que não podem nem pensar em tomar uma injeção que já passam mal? Esse pode ser um caso de tripanofobia, que também é chamada de “aicmofobia”, ou seja, um medo exagerado de agulha

No dia a dia, pode ser até que esse problema não afete a rotina do indivíduo. No entanto, quando a pessoa precisa de um tratamento médico qualquer, a tripanofobia pode prejudicar a sua saúde.

Afinal, há medicamentos que só podem ser absorvidos de maneira injetável. Se o indivíduo não conseguir se aproximar de uma agulha, pode não conseguir receber a medicação. Por isso, quem sofre com essa fobia precisa procurar tratamento. Sabia que a hipnoterapia pode oferecer resultados satisfatórios e rápidos? Veja como isso é possível neste artigo!. 

O que é tripanofobia?

Trata-se de um medo exagerado e irracional de agulhas e injeções. Por mais que a pessoa saiba que esse objeto faz um pequeno furo, muitas vezes indolor, ela tem tanto receio que não é capaz de se controlar.

Quem sofre de tripanofobia não consegue receber um medicamento injetável, doar sangue, ser vacinado ou mesmo fazer uma tatuagem. Em alguns casos, a pessoa até se controla para que possam tomar uma injeção, mas sofre muito para isso e fica extremamente ansiosa

Quais as causas mais comuns?

No geral, esse pavor de agulhas é desenvolvido na infância e pode perdurar pela idade adulta. Quando, enquanto pequena, a pessoa passa por um evento traumático envolvendo esse instrumento, o inconsciente acaba interpretando que a agulha é uma séria ameaça

Não não tratada, essa sensação pode ser carregada por toda a vida. Assim, mesmo que a pessoa, racionalmente, saiba que o procedimento é praticamente indolor, a memória traumática faz com que ela reaja mal e desenvolva a fobia.

Há também casos nos quais esse trauma infantil não é gerado pela aplicação de uma injeção, mas por visualizar uma situação que envolve agulhas. É o caso, por exemplo, de quando as crianças assistem a filmes impróprios para a idade e, neles, aparecem injeções ou seringas em um momento ruim. Essa visualização pode fazer com que a criança cresça com a tripanofobia.

Como controlar esse tipo de fobia com hipnose? 

A hipnose pode ser usada para tratar diferentes tipos de fobias, dentre elas, a tripanofobia. Isso é possível porque, com a ajuda de um hipnoterapeuta, a pessoa consegue descobriro que causou o medo e por que ela carrega sentimentos tão ruins ao ver uma agulha. Uma imagem vista? Uma injeção mal aplicada? Identificar o que a fez ter essa fobia é o primeiro passo. 

Depois de descobrir a causa, é possível fazer a dissociação, ou seja, desvincular o possível trauma dos sentimentos ruins que levaram a pessoa a desenvolver a tripanofobia. Por meio da ressignificação, o profissional ajuda o paciente a fazer associações diferentes.

Como o tratamento é individualizado e baseado no histórico de vida do paciente e em suas lembranças, a hipnoterapia costuma oferecer resultados bons e rápidos. Sem contar que, além de ajudar a pessoa a perder o medo de agulhas, o hipnoterapeuta pode trabalhar o autocontrole e autoconhecimento

Essas características podem ajudar a pessoa a evitar crises de ansiedade, que podem ser geradas pelas fobias. Ela também aprenderá a lidar melhor com as emoções e dominá-las, sempre que necessário. 

Existe inclusive uma técnica de PNL para tratar fobias. Conheça mais sobre ela agora mesmo! 

Uma resposta

  1. meu pai tem fobia de agulha e ele queria um tratamento para ele poder fazer exames tomar vacina ele diz que para ele chegar perto de uma agulha só se quebrasse um osso ou cotasse um dedo para poder amenizar a dor da agulha chegar perto ou ate mesmo furar ele

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *