Ciúmes possessivo: o que é e como controlá-lo com hipnose

Dividir a vida com outra pessoa nem sempre é fácil. Além de aprender a compartilhar o espaço físico, é preciso estar seguro quanto ao relacionamento. Quando isso não acontece, o ciúme possessivo pode ocupar espaço.

Claro que esse sentimento, quando esporádico e sutil, pode acontecer com qualquer pessoa. Mães que sentem ciúmes dos filhos, amigos que são ciumentos ou mesmo em uma relação conjugal. No entanto, quando há ciúme excessivo, existe grande chance da relação se desgastar. 

Dessa forma, é preciso identificar a origem do problema e trabalhar isso, de maneira que o sentimento seja controlado. Veja como isso pode ser feito neste artigo!

O que significa dizer que alguém tem ciúme possessivo?

Em algumas fases de um relacionamento, é comum as pessoas terem um pouco de incerteza. Em alguns casos, o medo da rejeição também pode afetar uma das pessoas envolvidas – ou mesmo as duas. Com isso, várias emoções podem ser afloradas e sentimentos desenvolvidos. Dentre eles, o ciúme possessivo. 

Como o próprio nome sugere, trata-se do ciúme aliado ao sentimento de posse. Para quem sofre com esse sentimento, o outro não deve falar com amigos ou sair de casa sozinho, para nada. Afinal, é “propriedade” do parceiro. No geral, o ciúme possessivo é consequente de uma mescla de motivos como, por exemplo: 

  • baixa autoestima;
  • complexo de rejeição;
  • insegurança que pode, inclusive ser resultante de ações do parceiro, que levem a comportamento controlador.

No dia a dia, quando esse sentimento está aflorado, a pessoa passa a regular cada passo do outro. Um telefonema, cinco minutos de atraso ou até visitar um familiar passa a ser motivo de desconfiança e cobrança. 

Por mais que o outro demonstre carinho, quem desenvolveu o ciúme possessivo não o aceita ou acredita. Está sempre com medo de perder, de ser deixado e pensando o pior. O problema é que, com o tempo, a relação vai se desgastando. Afinal, deixou de ser saudável e virou uma eterna “investigação”. 

As brigas, sem motivo, tendem a fazer parte do dia a dia. Com tanta possessividade e obsessão, muitas vezes, o desgaste do relacionamento é tanto que o rompimento acontece.

Ciúme possessivo tem cura? Descubra como tratá-lo!

Lidar com o ciúme possessivo não é simples para a pessoa, nem para o parceiro. Por isso, quem realmente quer manter a relação viva deve procurar mudar. Veja algumas dicas de como proceder. 

Reconheça 

O primeiro passo é identificar o problema e aceitar que o seu sentimento está descontrolado. Para isso, é importante procurar entender as próprias emoções e buscar o autoconhecimento. 

Trabalhe a autoestima

Em grande parte das vezes, o ciúme possessivo está ligado à insegurança. Claro que esse tipo de situação pode até ser consequente de um relacionamento que não se solidificou. No entanto, mesmo quando isso acontece, é comum que a pessoa que sofre com esse sentimento tenha baixa autoestima. 

Por isso, é preciso aprender a gostar de si mesmo e também procurar por atividades que ajudem a se sentir melhor, mais valorizado, e também que sirvam como distração. Voltar a estudar pode ser uma boa opção, para que a pessoa adquira confiança em si mesma e tire o foco do seu relacionamento. 

Converse

Reconhecer o ciúme possessivo é um grande passo. Quando a pessoa chega a esse ponto é importante conversar com o parceiro e expor o que sente. Às vezes, falar sobre a insegurança e ouvir o lado do outro ajuda a trabalhar os sentimentos exacerbados. 

Hipnoterapia

Quando não tratado, o ciúme possessivo pode levar um relacionamento a chegar ao fim. Para evitar que isso aconteça, é indicado procurar tratamento adequado como, por exemplo, o oferecido pelo hipnoterapeuta

Com a ajuda da hipnose, é possível descobrir a origem do problema. Além disso, esse modelo de tratamento permite que o indivíduo desenvolva:

  • a autoconfiança;
  • o controle dos sentimentos e das emoções;
  • o autoconhecimento;
  • o sentimento de segurança;
  • a própria valorização, que ajuda a pessoa a se sentir merecedora do amor do outro. 

Todas essas melhorias ajudam a controlar os ciúmes e a conquistar um relacionamento mais saudável. Também por meio da hipnose, é possível identificar quando esse sentimento está ligado a um relacionamento tóxico. Veja como isso é feito.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp