Irritabilidade: como lidar com a sensação constante de irritação

Há várias doenças ou situações nas quais as pessoas são expostas, que podem dar origem à irritabilidade. Em alguns casos, é perfeitamente normal que a pessoa fique brava. No entanto, quando esse tipo de alteração passa a acontecer sem que o indivíduo tenha sido instigado, há algo que não está certo. 

Afinal de contas, a irritabilidade constante, além de não fazer bem para a pessoa acometida, acaba por afastá-la de amigos, colegas de trabalho e, até mesmo, dos familiares.

Por isso, nesses casos, é preciso procurar tratamento e alternativas para que a irritabilidade seja controlada. Conheça melhor essa sensação de irritação e veja como trabalhá-la em seu dia a dia.  

O que é irritabilidade?

A irritabilidade acontece quando há uma resposta exagerada e negativa aos estímulos recebidos do meio. A pessoa começa a não tolerar nada e o simples fato, por exemplo, de alguém deixar uma caneca cair no chão pode ser motivo para que ela reaja de forma brusca.

Algumas pessoas, que sofrem com a irritabilidade, relatam que ficam sem vontade de se aproximar dos outros. Enquanto outras, dizem estar sem paciência para nada, mostrando que estão em um período de descontrole emocional

Além disso, quem está passando por um momento de irritabilidade tende a se tornar ranzinza e pode até desenvolver sintomas físicos como, por exemplo: 

Qual a relação entre irritabilidade e ansiedade?

A irritabilidade é um dos principais sintomas para quem sofre com transtorno de ansiedade. No geral, ela é notada em casos de transtorno da ansiedade generalizada (TAG). 

No entanto, quando a pessoa tem transtornos de ansiedade leve ou moderado também pode ficar irritada. Além da irritabilidade, a ansiedade pode causar, por exemplo: 

  • inquietação;
  • fadiga;
  • dificuldade de concentração;
  • tensão muscular;
  • dificuldade para dormir;
  • suor nas mãos;
  • dificuldade em fazer tarefas diárias simples como, por exemplo, ir a uma loja.

Embora a irritabilidade possa estar ligada a quadros de ansiedade, há diversas outras causas para que essa sensação se desenvolva. Dentre elas: 

  • abstinência de drogas;
  • reação adversa de medicamentos;
  • hipoglicemia ou hiperglicemia;
  • tensão pré-menstrual;
  • alteração na produção de hormônios da tireoide;
  • insônia;
  • trauma ou depressão;
  • Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH);
  • síndrome do Burnout.

Como tratar irritação constante com hipnose?

Quem sofre com a irritabilidade pode conseguir controlar esse sentimento com a ajuda da hipnoterapia. Durante uma sessão, o profissional auxilia a pessoa a buscar o que está fazendo com que ela não se sinta bem, ou seja, a identificar o gatilho

Além disso, com a hipnoterapia é possível aprender a lidar com os próprios sentimentos e ter mais controle das suas ações e reações. Em casos nos quais a irritabilidade tem origem traumática, o hipnoterapeuta poderá trabalhar a ressignificação do evento.

Por fim, a pessoa também pode aprender a técnica da auto-hipnose, que ajuda a conquistar o equilíbrio emocional e a desenvolver o autocontrole. O interessante dessa técnica é que ela pode ser realizada em qualquer ambiente. 

Assim, caso o indivíduo note que está irritado, pode procurar um local mais calmo e aplicar a técnica de auto-hipnose. Isso ajudará a controlar os sentimentos e a evitar episódios de agressividade, que possam ser resultantes do descontrole emocional

Além de quadros de irritabilidade, a hipnoterapia também pode ser usada no tratamento de transtornos de ansiedade. Veja como funciona

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp