Quem já teve uma crise de ansiedade sabe bem como as sensações são intensas e limitantes. Além das questões mentais, como medo e preocupação, há também os sintomas físicos que são sentidos e deixam a pessoa acometida ainda mais tensa. Dentre os que podem ocorrer estão os tremores.

Muitas vezes, eles são vistos nas mãos e podem, ou não, estarem acompanhados de sudorese. Além disso, é comum que a pessoa com ansiedade também fique com as mãos e pés gelados. Isso sem contar os outros sintomas físicos que podem ser percebidos como, por exemplo:

Veja algumas dicas de como lidar com esses tremores e o que fazer para amenizá-los. Siga a leitura para descobrir!

O que são tremores?

Os tremores podem ser sinais clínicos de diversas doenças, sendo que uma das mais conhecidas é o Parkinson. Nesse caso, como se trata de um problema de saúde degenerativo, o sintoma aparece pela patologia afetar o sistema nervoso

No entanto, o tremor pode acontecer também em casos de:

Independentemente da origem do sintoma, o que ocorre é que o sistema nervoso simpático sofre uma descarga de impulsos. Como é ele quem controla a tonicidade dos músculos, ao sofrer essa ativação, acaba gerando o que é conhecido como tremores. 

Qual a relação entre tremores e ansiedade?

Afinal, porque quando a pessoa tem uma crise de ansiedade ela pode apresentar tremores? A explicação tem relação com a respiração do indivíduo durante esses momentos.

Quando a pessoa está ansiosa ela apresenta uma sensação de angústia e medo. Com isso, a respiração, naturalmente, fica mais curta e acelerada. Para você ter uma ideia melhor, imagine como o seu organismo se comporta quando você se assusta ou é exposto a um evento traumático qualquer. Coração acelerado e respiração ofegante são sintomas que podem ser notados nesse momento, certo?

Como a pessoa está ansiosa, ela tem medo. É como se um evento cotidiano fosse recebido pelo indivíduo como uma situação traumática. Assim, ela também tem taquicardia e alteração na frequência respiratória.

O problema é que com essas respirações curtas e aceleradas, que acontecem involuntariamente, a quantidade ocorre a hiperventilação. Com isso, a quantidade de dióxido de carbono no sangue cai e o organismo fica fisiologicamente “desequilibrado”. O resultado disso é a aparição de sintomas como:

Como tratar ansiedade com hipnose?

Os tremores e os outros sintomas de ansiedade podem incomodar no dia a dia. A sensação de medo é tão grande, que a pessoa tende a deixar de realizar atividades rotineiras, para evitar a sensação de angústia. Por isso, o melhor a ser feito é evitar que as crises de ansiedade aconteçam.

Além do tratamento com medicamentos, que pode ser prescrito por um profissional psiquiatra, a hipnose pode ajudar a tratar a ansiedade. Uma das maneiras é por meio da ressignificação de eventos, que possam gerar essa resposta automática do organismo.

Por exemplo, se a pessoa sofreu um trauma qualquer e as crises de ansiedade foram desencadeadas devido a isso, é possível ressignificar o trauma vivido. Assim, os sintomas de ansiedade não voltam a aparecer. 

Com a ressignificação, embora a pessoa não se esqueça do que ocorreu, ela passa a processar o evento traumático de outra maneira, sem que ele traga sofrimento. Além disso, por meio da hipnoterapia é possível ajudar a pessoa a:

Durante o tratamento com hipnose, a pessoa se torna mais capaz de notar o que a aflige e de lidar com seus mecanismos internos de defesa. Dessa forma, consegue identificar o que causa angústia e medo e pode aprender a lidar com aquele momento de forma diferenciada. Com o tratamento, a pessoa aprende a evitar que novas crises aconteçam. Consequentemente, sinais físicos, como os tremores, passam a não ocorrer mais.

Você está sofrendo com isso? Então pode começar a mudar essa sensação ruim agora. Confira passos que ajudarão a eliminar as crises de ansiedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *